Moçambique - 
Artigo publicado em 20 de Julho de 2013 - Atualizado em 20 de Julho de 2013

Disparos das forças governamentais moçambicanas criam pânico em Gorongosa

Logo da Renamo
Logo da Renamo
DR

RFI

A Renamo denunciou este sábado (20 de julho) um plano das forças do governo da Frelimo que querem bombardear a região de Gorongosa, onde se refugiou há  meses o seu líder, Afonso Dhlakama.

O maior partido da oposição em Moçambique, Renamo, convocou hoje, 20 de julho, a imprensa, para denunciar um plano das forças governamentais que tem por objectivo bombardear a região de Gorongosa, onde Afonso Dhlakama se refugiou desde finais do ano passado.

 

Durante uma conferência de imprensa na Beira, Horácio Calavete, chefe provincial de mobilização da Renamo, denunciou esse plano, sublinhando que o governo da Frelimo já está inclusivamente a movimentar militares naquela região de Gorongosa.

 

"Nós temos conhecimento que o senhor Chipande está cá, o António Elias está cá, e eles fazem isso para amedrontar a população, fazerem fugir o povo e  estar disperso, para mais tarde movimentarem os Mig 17 para bombardeamento  da Serra da Gorongosa", sublinhou Horácio Calavete da Renamo.  

 

Por seu lado,   a polícia de Sofala já confirmou que tem forças na região mas no quadro de exercícios militares.

 

De Maputo, o nosso correspondente, Orfeu Lisboa.

 

 

Orfeu Lisboa, correspondente em Maputo
 

19/07/2013

 

 

tags: África - África Lusófona - Frelimo - Governo - Moçambique - Renamo
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close