EUA/ massacre - 
Artigo publicado em 23 de Julho de 2012 - Atualizado em 23 de Julho de 2012

Suspeito de cometer massacre em cinema comparece em tribunal

James Holmes é o suspeito de ter matado 12 pessoas em uma sessão de cinema, na sexta-feira.
James Holmes é o suspeito de ter matado 12 pessoas em uma sessão de cinema, na sexta-feira.
REUTERS/RJ Sangosti/Poo

RFI

James Holmes, o americano de 24 anos acusado de ser o autor do massacre que deixou 12 mortos em um cinema do Colorado (oeste) na sexta-feira, compareceu diante da justiça nesta segunda-feira no final da manhã. O jovem, acusado de ter atirado na plateia na estreia do filme Batman, apareceu pela primeira vez em público desde o ataque.

A audiência ocorreu na periferia de Denver, no tribunal do distrito do condado de Araphoe. Holmes, 24 anos, tinha os cabelos tingidos de vermelho e e permaneceu de cabeça baixa enquanto o juiz lia para ele os documentos judiciais. Vestido com um macacão de presidiário, ele tinha uma fisionomia perdida e abatida, conforme relatos de jornalistas presentes na audiência.

A Justiça informou-lhe formalmente sobre os seus direitos durante os 10 minutos que duraram a sessão. A acusação sobre os crimes deve ser oficializada em 30 de julho. De acordo com a imprensa local, a acusação deve pedir a pena de morte, embora somente uma pessoa tenha sido condenada à pena capital no Colorado desde 1976.

O homem, doutorando em neurociência, é acusado de ter matado 12 pessoas e ferido 58 na sexta-feira no cinema Century 16 de Aurora, subúrbio de Denver, durante a concorrida estreia à meia-noite do filme Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge, último episódio da trilogia Batman.

A maior parte das 12 vítimas mortas no massacre era pessoas com entre 20 e 30 anos, sendo que a mais velha tinha 51 e a mais nova, 6. Depois de sua detenção, o suspeito foi colocado em isolamento para a sua própria proteção, indicou a polícia.

Segundo o jornal Washington Post desta segunda, que cita uma fonte ligada à investigação, o registro de mortos poderia ter sido ainda maior se o fuzil do suspeito não tivesse travado durante a matança. De acordo com o chefe da polícia de Nova York, Ray Kelly, quando foi preso o jovem declarou ser “o Coringa”, o personagem antagonista no filme, que tem cabelos vermelhos.
 

tags: Estados Unidos - Justiça - Massacre - Violência
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close