Cuba/Opositores - 
Artigo publicado em 24 de Julho de 2012 - Atualizado em 25 de Julho de 2012

Opositores cubanos são presos durante enterro de militante

Guillermo Fariñas, durante uma de suas greves de fome.
Guillermo Fariñas, durante uma de suas greves de fome.
Reuters

RFI

Dezenas de opositores cubanos, entre eles Guillermo Fariñas, foram presos nessa terça-feira em Havana durante o enterro de Oswaldo Paya. O dissidente, morto no domingo passado vítima de um acidente de carro, também era um militante contrário ao regime da ilha comunista.

Um importante esquema de segurança foi montado pela polícia em volta do enterro de Oswaldo Paya. Cerca de 200 pessoas participavam da cerimônia no sul de Havana.

Os opositores foram detidos quando começaram a entoar slogans contra o regime comunista cubano pouco antes do enterro. Entre as dezenas de presos estava Guillermo Fariñas, prêmio Sakharov do Parlamento Europeu em 2010 e mundialmente famoso por suas inúmeras greves de fome.

O militante cubano Oswaldo Paya, fundador do Movimento Cristão Liberação (MCL), morreu no domingo passado quando estava em um carro alugado. O veículo perdeu o controle e bateu em uma árvore na beira de uma estrada no sudoeste de Cuba. A família de Paya garante que o acidente foi “provocado” por outro carro e pede uma investigação sobre a morte do opositor, que também havia sido homenageado em 2002 pelo Parlamento Europeu com o prêmio Sakharov dos Direitos Humanos. 

tags: Cuba - Dissidente - Oposição - Partido Comunista - Repressão
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close