Últimas notícias
Estados Unidos/ Massacre - 
Artigo publicado em 07 de Agosto de 2012 - Atualizado em 07 de Agosto de 2012

Atirador do templo sikh integrava grupos racistas americanos

Page invadiu um templo religioso sikh em Oak Creek, no estado de Wisconsin, e abriu fogo contra os fieis, no último domingo.
Page invadiu um templo religioso sikh em Oak Creek, no estado de Wisconsin, e abriu fogo contra os fieis, no último domingo.
REUTERS/FBI/Handout

RFI

A polícia dos Estados Unidos já conhece o perfil do atirador que invadiu, no domingo, o templo da comunidade religiosa sikh, em Oak Creek, no estado de Wisconsin. O homem que matou 6 pessoas, incluindo o líder do templo, é Wade Michael Page, um ex-militar de 40 anos. A polícia investiga agora a ligação dele com grupos racistas que integrava.

Page fazia parte de duas bandas musicais que pregavam o ódio racial e defendiam a supremacia da raça branca, o End Apathy (Apatia Final) e o Definite Hate (Ódio Definitivo). O álbum chamado “Violent Victory” (Vitória Violenta), gravado pelo americano e seus colegas, traz na capa um braço de um indivíduo branco dando um soco em um homem negro.

Em entrevista de 2010 na internet, ele explica ter formado o grupo End Apathy em 2005 porque percebeu que se os integrantes encontrassem uma forma de acabar com a apatia das pessoas, eles poderiam “mudar as coisas”.

Na página da banda na rede social MySpace, figuram as músicas “Autodestruction” (Autodestruição), “Insignifiant” (Insignificante) e “Soumission” (Submissão). Em uma das letras, o grupo canta: “acorde, homem branco, por sua raça e por sua terra”. Já a camiseta do End Apathy colocada à venda no site é ilustrada por 14 números romanos que fazem referência ao slogan da supremacia branca: “nós devemos garantir a existência de nosso povo e um futuro para as crianças brancas”.

Segundo a Southern Poverty Law Center (SPLC), a instituição americana que faz o repertório de organizações de ódio racial e que prezam a supremacia branca, o homem tentou comprar em 2000 material da National Alliance (Aliança Nacional) – classificado pela SPLC como “o grupo neonazista mais organizado e mais perigoso dos Estados Unidos”.

Massacre

No último domingo, Page invadiu um templo religioso sikh em Oak Creek, abriu fogo contra os fieis e foi morto no confronto com a polícia. Ele utilizou uma pistola 9 milímetros e tinha autorização para porte de arma, já que serviu o exército americano entre 1992 e 1998, mas foi expulso por mau comportamento. Ele ocupou postos de especialista em operações psicológicas e de reparador do sistema de mísseis Hawk.

Ouvido pelo jornal local, um representante do comitê de direção do templo, Ven Boba Ri, disse não ter “nenhuma ideia “ sobre o motivo da violência.

Os sikhs, que utilizam turbante e barba, são normalmente confundidos com muçulmanos e alvos de ataques racistas nos Estados Unidos desde os atentados de 11 de setembro de 2001.
 

tags: Ataques - Estados Unidos - Massacre - Racismo - Religião
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close