Economia/EUA - 
Artigo publicado em 21 de Agosto de 2012 - Atualizado em 24 de Agosto de 2012

Agência aponta risco de nova recessão nos Estados Unidos

Economia americana pode enfrentar recessão por influência da crise da dívida na zona do euro.
Economia americana pode enfrentar recessão por influência da crise da dívida na zona do euro.
DR

RFI

De acordo com um relatório publicado nesta terça-feira pela agência de classificação de risco Standard and Poor’s, a possibilidade de uma nova recessão nos Estados Unidos aumentou. Os motivos apontados são o recuo da atividade econômica no país e de uma possível influência da crise da zona do euro. No entanto, segundo a agência, os riscos ainda são considerados “moderados”.

A probabilidade de crise passou de 20% a 25%, em relação a fevereiro. “O cenário econômico se deteriorou claramente e, ao mesmo tempo, há a possível influência da crise da dívida europeia, a barreira orçamentária e o risco do recuo da economia chinesa que reforçaram as incertezas em torno das perspectivas americanas”, informou o documento.

No segundo trimestre, o Produto Interno Bruto (PIB) americano progrediu de 1,5%, o que marcou uma clara desacelaração em relação a 2011. No entanto, a agência se preocupa mais a influência que o cenário econômico europeu pode ter sobre os Estados Unidos. Segundo o relatório, isso poderia propagar as tensões no país e levá-lo à recessão.

A agência também ressalta que não tem esperanças que a crise da dívida europeia vá se acalmar substancialmente no próximo ano.

Banco Central americano

A divulgação deste documento aconteceu no mesmo dia em que Dennis Lockhart, um dirigente do Banco Central Americano (FED), anunciou que não pode resolver sozinho todos os problemas econômicos dos Estados Unidos. Ele acredita que o fraco crescimento da economia do país há três anos aliado ao aumento do desemprego fazem parte dos desequilíbrios ainda não corrigidos.

Lockhart aponta que há “o risco que a política monetária seja aplicada de maneira muito agressiva e inutilmente para resolver os problemas econômicos que só podem ser resolvidos com reformas orçamentárias que implicam na utilização dos recursos públicos”. Para ele, esta situação ocasiona desafios aos responsáveis da política monetária.

 

tags: Desemprego - Estados Unidos - Recessão - Standard & Poor's
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close