Últimas notícias
Estados Unidos/eleição - 
Artigo publicado em 07 de Setembro de 2012 - Atualizado em 07 de Setembro de 2012

Obama prega "continuidade da mudança" para continuar na Casa Branca

Obama discursa para partidários democratas em convenção que o oficializou como candidato à reeleição
Obama discursa para partidários democratas em convenção que o oficializou como candidato à reeleição
REUTERS/Jim Young

RFI

O presidente Barack Obama reconheceu que o slogan da esperança " Yes, we can ( Sim, nós podemos)" que o elegeu em 2008 foi posto à prova, mas prometeu ao americanos que as mudanças ainda são possíveis e que o futuro depende dos cidadãos do Estados Unidos. Com um discurso sereno, Barack Obama aceitou a sua nomeação para brigar por um segundo mandato e lançou oficialmente a sua candidatura à Casa Branca.

Diante dos mais de 15 mil delegados democratas, presentes na cidade de Charlotte, na Carolina do Norte, Obama começou o seu discurso falando do desemprego, um dos temas mais quentes dessa eleição e razão pela qual muitos eleitores se afastaram do democrata. " Saibam que esses problemas serão resolvidos. Nós estaremos à altura das dificuldades. O caminho que nós propomos é mais árduo, mas ele nos guiará para um mundo melhor", afirmou o presidente. Várias vezes durante o seu discurso, Obama se voltou aos eleitores que se afastaram dos ideiais democratas e são responsáveis pelo baixo nível de aprovação do governo nos últimos quatro anos. " Se vocês mudarem de caminho, se vocês se deixarem convencer pelo cinismo, segundo o qual a mudança que nós propusemos não é possível, esta verdadeira mudança então não acontecerá".

Interrompido várias vezes pelos aplausos dos seus partidários, Obama tentou se aproximar do tema "mudança" que o levou à Casa Branca em 2008. " Se vocês abandonarem a idéia que as suas escolhas farão a diferença, outras vozes virão para preencher esse vazio", preveniu o candidato democrata.

Durante todo o seu discurso, Obama citou o nome do seu adversário, o republicano Mitt Romney, apenas uma vez. Ele criticou a visita do governador de Massachusetts ao Reino Unido, quando Romney criticou a preparação de Londres para os Jogos Olímpicos, em agosto. "Nós não podemos estar preparados para a diplomacia com Pequim, se nós não podemos ir às Olimpíadas sem insultar o nosso aliado mais próximo", lembrou Barack Obama.

Ao final do seu discurso, o presidente recebeu no palco a primeira-dama, Michelle Obama e as duas filhas, Sasha e Malia. O vice-presidente, Joe Biden, que também falou à multidão no último dia da convenção, também foi saudado ao lado da sua esposa. Com a campanha lançada oficialmente, Obama viaja nesta sexta-feira com o vice-presidente para os estados de New Hampshire e Iowa. Os estados terão peso decisivo nas eleições de 6 de novembro e receberão a visita de Mitt Romney também nesta sexta-feira.
 

tags: Barack Obama - Democratas - Eleições Americanas 2012 - Partido Democrata
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários (1)

VI UMA AMÉRICA que não VIA HÁ 50 years ago!

Olá amigos da RFI, " ruim com ele pior sem ele ", pra bem da verdade no discurso de Mr. OBAMA pude viajar pelo tempo até os dias de J.KENNEDY quando nutriamos pela América um sentimento de paixão de tudo que nela havia e, por esse tempo, os EUA eram o paradigma em termos de comportamento, cultura e consumo, coisa que nos levou a criar a expressão "americanizados" e era isso mesmo, mas, o destino mudou o SWEET DREAMS aponto de termos que reprimir esse LOVE e cair na real e isso durou 50 anos; Today Mr.Obama resgata aquela IMPRESSÃO da verdadeira alma americana e por isto posso dizer HELLO MY FRIENDS...

Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close