EUA/Eleições - 
Artigo publicado em 18 de Setembro de 2012 - Atualizado em 01 de Outubro de 2012

Vídeo com gafe de Romney sobre "assistidos" provoca polêmica

O candidato da oposição republicana à presidência dos Estados Unidos, o empresário Mitt Romney.
O candidato da oposição republicana à presidência dos Estados Unidos, o empresário Mitt Romney.
REUTERS/Jim Young

RFI

A campanha de Mitt Romney sofreu um novo golpe nesta segunda-feira à noite, com a divulgação de um vídeo filmado às escondidas em que o candidato republicano à Casa Branca critica 47% dos eleitores americanos que segundo ele votarão em Barack Obama porque "não pagam impostos" e consideram que são "vítimas" que devem ficar a cargo do Estado.

A equipe de campanha do presidente democrata Barack Obama imediatamente atacou esse "candidato à presidência dos Estados Unidos que, entre quatro paredes, teve uma atitude de desprezo em relação a metade da nação".

A revista de esquerda Mother Jones colocou na Internet esse vídeo sem data que foi evidentemente filmado sem que Mitt Romney soubesse. Segundo a publicação, as imagens foram feitas durante uma reunião com doadores privados para levantar fundos para a campanha, sem a participação da imprensa, no dia 17 de maio.

A divulgação desse vídeo aconteceu a 50 dias da votação, marcada para o dia 6 de novembro, em um momento em que Mitt Romney está atrás de Obama nas pesquisas de intenção de voto e que a mídia afirma que há desentendimentos entre os integrantes de sua equipe de campanha.

"Há 47% (de americanos) que são a favor dele (Obama), que são dependentes do governo, que pensam que são vítimas, que estimam que o governo tem a responsabilidade de tomar conta deles, que pensam que têm direito a plano de saúde, alimentação, alojamento e tudo o que quiserem", diz Romney no vídeo.

"Essas pessoas não pagam impostos, então nossa mensagem sobre a redução das taxas" não funciona com eles, acrescenta o candidato republicano. Ele conclui dizendo que esses eleitores vão votar em Obama "não importa o que aconteça": "O meu trabalho é de não me preocupar com essas pessoas, eu nunca vou convencê-los de que precisam assumir suas próprias responsabilidades e tomar conta de si mesmos".

Durante uma entrevista coletiva de imprensa organizada às pressas em Los Angeles depois que esse vídeo foi colocado na Internet, Romney, que parecia muito nervoso, não desmentiu nenhuma das declarações. Ele repetiu somente que deseja "ajudar todos os americanos", e admitiu que seu discurso não havia sido "formulado de maneira elegante".

"É chocante que um candidato à presidência dos Estados Unidos se aproveite de uma reunião fechada para dizer a um grupo de ricos doadores que a metade dos americanos se consideram vítimas vivendo de subvenções", afirmou o diretor de campanha de Obama, Jim Messina.

 

tags: Barack Obama - Eleições Americanas 2012 - Mitt Romney
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários (1)

eleição

A mascara caio
sera o fim de Romey ?

Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close