Venezuela/Eleição - 
Artigo publicado em 08 de Outubro de 2012 - Atualizado em 08 de Outubro de 2012

Chávez é reeleito com 54% para um quarto mandato na Venezuela

Hugo Chávez é reeleito presidente da Venezuela
Hugo Chávez é reeleito presidente da Venezuela
REUTERS/Tomas Bravo

RFI

O líder venezuelano Hugo Chávez foi reeleito neste domingo para um quarto mandato presidencial de seis anos. Chávez obteve 54,42% dos votos contra 44,97% de seu opositor, Henrique Capriles. Milhares de chavistas saíram nas ruas de Caracas para comemorar mais esta vitória do líder socialista. Vestido com um blusão vermelho, Chávez saudou a multidão na sacada do Palácio de Miraflores, cantou o hino nacional e prometeu ser um "presidente melhor".

Eliana Jorge, de Caracas para a RFI

"Viva a Venezuela!", gritou Chávez na sacada do palácio presidencial, ao término de uma campanha difícil, marcada pela luta contra o câncer. Com a expressiva votação da oposição, Chávez afirmou que a democracia venezuelana demonstrava ser "uma das melhores do mundo". A taxa de participação foi de 80%, na eleição que recebeu o maior número de votantes da história do país.

O resultado irreversível foi anunciado pela presidente do Conselho Nacional Eleitoral às 22h (hora local). Eleito por decisão popular em 1999, com o resultado de hoje Chávez deverá ficar no poder até 2019, completando 20 anos à frente da presidência da Venezuela.

No comitê de campanha da oposição, militantes choraram ao constatar a derrota de Henrique Capriles. Com ar abatido, Capriles aceitou o resultado e parabenizou Chávez pela vitória. Durante seu discurso oficial, Capriles agradeceu o apoio dos seis milhões de venezuelanos que votaram por ele e prometeu “continuar lutando pela construção de uma única Venezuela”.O jovem governador disse esperar que "o movimento político no poder há 14 anos realize que a metade do país não está de acordo com ele".

Desde o início da noite centenas de pessoas esperavam por Chávez diante do Balcão do Povo, no Palácio de Miraflores. O presidente, que afirmou estar recuperado do câncer, disse que esta eleição foi “uma das maiores batalhas democráticas do mundo” e se comprometeu a ser “um presidente melhor”. “Foi uma vitória perfeita”, declarou Chávez ao levar mais de dez pontos de vantagem sobre Capriles. O presidente convidou a ala opositora a trabalhar com ele e informou que a “Venezuela continuará caminhando rumo aos socialismo democrático do século XXI”.

Chávez conseguiu ser reeleito mesmo com o país passando por problemas de escassez de energia elétrica, de alimentos e com altos índices de violência. Em dezembro deste ano, a Venezuela irá realizar eleições para prefeito e governador.

A posse do novo mandato presidencial está marcada para 10 de janeiro. Analistas estimam que com a reeleição, Chávez deve dar continuidade aos polêmicos projetos de nacionalização, provavelmente nos setores bancário, de saúde e alimentos. O líder da revolução bolivariana também deve aprofundar a cooperação com países aliados como China, Rússia, Irã e Bielarus, dando continuidade à sua linha política anti-imperialista e antiamericana.

tags: Eleição presidencial - Henrique Capriles - Hugo Chávez - Venezuela
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close