EUA/Eleições/Furacão - 
Artigo publicado em 27 de Outubro de 2012 - Atualizado em 27 de Outubro de 2012

Furacão Sandy pode atrapalhar campanha eleitoral americana

Sandy se aproxima da costa leste norte-americana.
Sandy se aproxima da costa leste norte-americana.
AFP PHOTO / NASA GOES PROJECT/

Silvano Mendes

O furacão Sandy, que se aproxima da costa leste dos Estados Unidos, pode ter um impacto na campanha presidencial norte-americana. Segundo analistas, os ventos fortes e as chuvas podem desanimar muitos eleitores que pretendiam votar antecipadamente. Sandy perdeu força e se tornou uma tempestade tropical, mas pode se intensificar nas próximas horas. Nova York, Carolina do Norte, Virgínia, Maryland e Washington estão em estado de alerta.

A aproximação de Sandy da costa dos Estados Unidos pode balançar a última semana da campanha presidencial norte-americana. Além dos riscos de estragos provocados pelos ventos e as fortes chuvas, o fenômeno pode ter um impacto direto na corrida pela Casa Branca.

A tempestade pode perturbar principalmente o voto antecipado, já que o dispositivo poderá ser anulado nas zonas inundáveis por onde Sandy deve passar. O governador da Virgínia já avisou que poderá cancelar ou anular temporariamente a votação antecipada se houver estragos na região.

Tradicionalmente os democratas são os mais beneficiados pelo voto antecipado, mas o fenômeno natural pode atrapalhar ambos os candidatos. Segundo analistas, será difícil para Mitt Romney e Barack Obama manter o ritmo da campanha previsto para os próximos dias. 

Romney anulou um comício que deveria ser realizado na Virgínia no domingo. Já do lado dos democratas o vice-presidente Joe Biden cancelou uma viagem ao mesmo Estado nesse sábado e Michelle Obama também renunciou a participação de um evento na terça-feira no New Hampshire. O presidente Obama, que tem comícios previstos na segunda-feira na Flórida e em Ohio, poderá mudar sua agenda por causa de Sandy. O chefe da Casa Branca também sabe que o fenômeno natural pode ser mais um teste na reta final da campanha, pois terá que controlar a situação e evitar erros estratégicos, como os cometidos por George W. Bush durante a passagem do furacão Katrina, em 2005.

Estado de alerta

Apesar de ter perdido força nas últimas horas e ter se tornado uma tempestade tropical, Sandy continua preocupando as autoridades do país. Segundo o Centro nacional de furacões (NHC), o fenômeno representa uma ameaça importante para praticamente toda a costa leste do país, onde deve chegar, no início da semana.

Na manhã desse sábado a tempestade estava a cerca de 500 km aos sudoeste de Charleston, na Carolina do Norte, e avançava rumo ao nordeste com ventos de até 110 km/h. Sandy deve chegar à costa norte-americana noite de segunda-feira, atingindo primeiro a região do Maryland e o sul da Nova Inglaterra. Cinco Estados estão oficialmente em alerta : Virgínia, Carolina do Norte, Maryland, Pensilvânia e Nova York. As autoridades novaiorquinas já cogitam interromper os transportes públicos antes da chegada do furacão.

Sandy fez 44 mortos durante sua passagem pelo Caribe.

tags: Barack Obama - Eleições Americanas 2012 - Estados Unidos - Furacão - Mitt Romney
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close