Conteúdo sindicado
Alfredo Valladão
Armênia: palavra genocídio pode banalizar o horror
28/04/2015 - O Mundo Agora

Armênia: palavra genocídio pode banalizar o horror

Há 100 anos, os intelectuais armênios de Constantinopla foram presos e mortos pelas tropas de um Império otomano em plena decadência. Foi o sinal para uma das piores chacinas coletivas da história mundial. Um milhão e meio de armênios cristãos foram massacrados por grupos de extermínio turcos. O império – que na época era chamado de o “homem doente da Europa” – já era a sombra de si próprio.

A Europa não pode lavar as mãos diante da montanha de cadáveres no Mediterrâneo
21/04/2015 - O Mundo Agora

A Europa não pode lavar as mãos diante da montanha de cadáveres no Mediterrâneo

Três naufrágios em uma semana e mais de mil mortos: o Mediterrâneo está se transformando numa imensa vala comum para emigrantes africanos. Só no ano passado, a marinha italiana sozinha resgatou mais de 120.000 pessoas que tentavam cruzar o mar para a “terra prometida” européia.

América latina deve abandonar populismo e rever modelo econômico
14/04/2015 - O Mundo Agora

América latina deve abandonar populismo e rever modelo econômico

A Cúpula das Américas no Panamá foi qualificada de “histórica”. Depois de meio século de ausência, Cuba voltou ao bojo interamericano.
Diplomacia dos EUA aposta todas as fichas em acordo nuclear com o Irã
31/03/2015 - O Mundo Agora

Diplomacia dos EUA aposta todas as fichas em acordo nuclear com o Irã

Políticos, militares, acadêmicos e diplomatas andam perplexos com a estratégia dos Estados Unidos no Oriente Médio. Ou será que isso ainda existe na administração de Barack Obama? A Casa Branca está apostando todas as fichas num acordo sobre o programa nuclear do Irã. O acordo que é rejeitado pelos principais aliados dos americanos na região, a Arábia Saudita e Israel.

Tendência dos partidos europeus é fragmentação perigosa
24/03/2015 - O Mundo Agora

Tendência dos partidos europeus é fragmentação perigosa

Uma eleição após outra na Europa vem confirmar uma tendência inquietadora: a crescente fragmentação dos partidos políticos e o enraizamento de movimentos populistas, tanto de esquerda quanto de direita.

Decisões de Obama são pura e cínica "Realpolítica"
17/03/2015 - O Mundo Agora

Decisões de Obama são pura e cínica "Realpolítica"

Para países ou movimentos pouco poderosos é difícil entender e aceitar que na hora do “vamos ver” eles são só fichinhas das grandes potências. Nada mais humano do que achar que os próprios problemas são importantíssimos e merecem ser tratados com cuidado e respeito. A frustração é grande quando, de repente, são sacrificados no altar dos interesses maiores dos mais poderosos.

EI destrói vestígios de civilizações milenares para implantar seu projeto de poder
10/03/2015 - O Mundo Agora

EI destrói vestígios de civilizações milenares para implantar seu projeto de poder

Sem dúvida, o pseudo-califado terrorista do chamado “Estado Islâmico” (ou Daesh em árabe) já garantiu o seu lugar na história da humanidade (ou do inumano). Não só porque se vangloria e se projeta nas redes sociais como um grande massacrador e torturador de populações inteiras, mas, também, porque decidiu apagar os vestígios e a memória de todas as civilizações milenares que encontra pelo caminho.

Putin deve apresentar um culpado sob medida para sustentar a tese de inocência
03/03/2015 - O Mundo Agora

Putin deve apresentar um culpado sob medida para sustentar a tese de inocência

Vladimir Putin foi o primeiro a dizer que o assassinato do líder oposicionista, Boris Nemtsov, era uma “provocação” contra a Rússia.
Regime bolivariano da Venezuela está à beira do caos
24/02/2015 - O Mundo Agora

Regime bolivariano da Venezuela está à beira do caos

A prisão do prefeito de Caracas, Antonio Ledezma, é só mais um passo a beira do abismo onde está caindo o regime bolivariano da Venezuela.
Quem são, concretamente, os terroristas islâmicos?
17/02/2015 - O Mundo Agora

Quem são, concretamente, os terroristas islâmicos?

O inimigo não tem rosto. O primeiro-ministro fala de “islamofascismo”. Obama acha que são só “extremistas violentos”, enquanto a chefe do governo dinamarquês denuncia uma “ideologia sinistra”. Em termos gerais, essa terminologia pode até funcionar. Só que é muito difícil enfrentar generalidades. Hitler ou Mussolini eram inimigos em carne e osso. Mas quem são, concretamente, os terroristas islâmicos?

Close