Conteúdo sindicado
Alfredo Valladão
Economia japonesa precisa de mão de obra, mas país resiste à imigração
16/12/2014 - O Mundo Agora

Economia japonesa precisa de mão de obra, mas país resiste à imigração

A manobra do primeiro ministro japonês deu certo. Convocando eleições legislativas antecipadas, Shinzo Abe conseguiu uma vitória eleitoral estrondosa. Ele agora ganhou mais quatro anos de poder para pôr o pé na tábua de seu programa de grandes reformas para tirar o Japão do buraco negro de mais de vinte anos de depressão.

Racismo é um dos sentimentos mais partilhados do universo
09/12/2014 - O Mundo Agora

Racismo é um dos sentimentos mais partilhados do universo

A onda de execuções de negros por policiais brancos nos Estados Unidos é mais uma manifestação do racismo entranhado na sociedade americana.
Guerra do petróleo já começou e pode mudar geopolítica global
02/12/2014 - O Mundo Agora

Guerra do petróleo já começou e pode mudar geopolítica global

O petróleo é a base da economia. O mundo hoje depende dessa energia, a mais barata e flexível que a humanidade já explorou. É tão importante que se tornou uma base de valor universal como o ouro ou o dólar americano. Não é por nada que a chamamos de “ouro negro”. O problema é que as reservas exploráveis estão mal distribuídas: algumas regiões não tem nenhum, outras estão encharcadas. E que a exploração depende das capacidades tecnológicas e dos preços no mercado internacional.

Adiamento do acordo entre Irã e grandes potências era previsível
25/11/2014 - O Mundo Agora

Adiamento do acordo entre Irã e grandes potências era previsível

Mais uma vez um acordo sobre o programa nuclear iraniano foi postergado. Mais uma vez as grandes potências e o Irã empurraram com a barriga, alegando que faltava tempo para clarificar e redigir diversos pontos técnicos.

Rússia enfraquecida pode ser mais perigosa
18/11/2014 - O Mundo Agora

Rússia enfraquecida pode ser mais perigosa

Não é bem uma nova Guerra Fria, mas tem toda a pinta. Vladimir Putin foi tratado como um pária na recente reunião do G20 na Austrália.
Convencer mercados e manter políticas sociais será o desafio do segundo governo Dilma
28/10/2014 - O Mundo Agora

Convencer mercados e manter políticas sociais será o desafio do segundo governo Dilma

As urnas falaram. Dilma venceu. Apertado mas ganhou. A regra democrática será respeitada porque o Brasil demonstrou ser uma grande democracia, apesar de uma campanha eleitoral que meteu o pé na jaca dos insultos e do baixo nível. O problema de qualquer democracia é que a minoria dos eleitores tem que se submeter à maioria que sai dos votos. E essa por sua vez tem que respeitar e dialogar com a primeira. Mas quando o resultado é tão estreito essa maioria já sai enfraquecida.

Petróleo: quem ganha e quem perde com queda de consumo e preço?
21/10/2014 - O Mundo Agora

Petróleo: quem ganha e quem perde com queda de consumo e preço?

O cardeal de Richelieu, que dominou a política europeia no século XVII, sabia das coisas quando dizia que o “dinheiro é o nervo da guerra e a graxa da paz”. Hoje, mais de três séculos depois, podemos aplicar essa velha sabedoria ao petróleo. Preços altos demais é crise. Mas preços baixos demais, também. O problema é que a indústria petrolífera é supercomplexa e custa rios de dinheiro. Além de influenciar de maneira brutal a geopolítica planetária. Não é de se espantar que os preços vivem na gangorra e que petróleo é sempre drama

Acuada pelos curdos e jihadistas, Turquia fica em cima do muro
14/10/2014 - O Mundo Agora

Acuada pelos curdos e jihadistas, Turquia fica em cima do muro

A cidade curda de Kobane, na fronteira entre a Turquia e a Síria, está virando uma pequena Stalingrado. O governo turco de Recep Erdogan está entre a meia lua e a caldeirinha.
Vencerá o segundo turno no Brasil quem convencer que quer realmente mudar as coisas
07/10/2014 - O Mundo Agora

Vencerá o segundo turno no Brasil quem convencer que quer realmente mudar as coisas

As urnas falaram. Velho chavão. O Brasil fez uma demonstração espetacular de que é uma das grandes e mais modernas democracias do mundo. Aonde é possível ter os resultados finais para 140 milhões de eleitores em apenas três horas – e sem que nenhum partido reclame de fraudes? Porém, não é o caso para ufanismos excessivos. Voto há, mas serve para alguma coisa?

Turquia está encurralada entre curdos separatistas e grupo Estado Islâmico
23/09/2014 - O Mundo Agora

Turquia está encurralada entre curdos separatistas e grupo Estado Islâmico

Quem pode pode, quem não pode se sacode. A Turquia do presidente Recep Tayyip Erdogan deve estar matutando essa velha sabedoria brasileira. Há uma década atrás, quando chegou ao poder com o seu partido islâmico, o AKP, o dirigente turco, junto com o seu ministro das relações exteriores Ahmet Davotoglu – hoje primeiro ministro – queriam fazer da Turquia a grande potência regional, da Ásia turcófona ao mundo árabe sunita. Hoje essa ambição simplesmente naufragou no turbilhão das revoltas árabes, na hostilidade dos vizinhos sunitas e na incapacidade de administrar a violência nas suas fronteiras meridionais e as centenas de milhares de refugiados fugindo da Síria e do Iraque.

Close