Últimas notícias
Bolívia/Veja - 
Artigo publicado em 09 de Julho de 2012 - Atualizado em 09 de Julho de 2012

Bolívia vai processar revista Veja por matéria sobre drogas

Governo boliviano vai processar Veja por acusação caluniosa.
Governo boliviano vai processar Veja por acusação caluniosa.
flickr/Adam Swank

O governo boliviano anunciou nesta segunda-feira que vai processar a revista Veja, que em uma publicação recente, reproduzida pela mídia boliviana, insinuou ligações de um influente ministro da Bolívia com um narcotraficante brasileiro, Maximiliano Dorado Munhos Filho, conhecido como "Max".

“O governo anunciou a decisão de processar a revista Veja para que prove as afirmações contidas em um artigo que consideramos caluniosas contra as autoridades bolivianas”, afirmou a ministra da Comunicação Amanda Dávila.

O site do ministério explica que Veja publicou uma matéria que “envolve o ministro da Presidência, Juan Ramón Quintana, e Jessica Jordan, diretora da Agência para Desenvolvimento das Macrorregiões e Fronteiras, em Beni, norte do país, com o narcotraficante brasileiro Maximiliano Dorado Munhoz Filho”.

A revista brasileira afirma, citando - sem especificar - informes da inteligência boliviana, que o traficante, conhecido como “Max”, se encontrou com as duas autoridades bolivianas em 2010 na cidade de Santa Cruz, no leste do país. Quintana, colaborador direto do presidente Evo Morales não se pronunciou até o momento.

De acordo com dados da ONU, a Bolívia é o terceiro produtor mundial de cocaína, depois do Peru e Colômbia. Boa parte da produção peruana e boliviana circula nos mercados brasileiros e europeus.
 

tags: Bolívia - Brasil - Tráfico de droga
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close