Cultura

Conteúdo sindicadoÚltimos artigos
Jacques Audiard, vencedor da Palma de Ouro.
24/05/2015 - Festival de Cannes 2015/Palma de Ouro

Cinema francês vence principais prêmios no Festival de Cannes

 O filme francês «Dheepan», de Jacques Audiard, foi o vencedor da Palma de Ouro da 68ª edição do Festival de Cinema de Cannes, encerrada neste domingo (24). A França também levou os prêmios de melhor ator, para Vincent Lindon, no filme «A Lei do Mercado», e de melhor atriz para Emmanuelle Bercot, por «Meu Rei» - prêmio dividio com a americana Rooney Mara, por sua atuação em «Carol». Os três filmes italianos candidatos, bastante cotados, ficaram de fora da festa.

Cartaz do filme Command Action
23/05/2015 - Festival de Cannes 2015/curta

Curta de cineasta paulista em Cannes abre portas para primeiro longa

« Command Action » é o curta-metragem do paulista João Paulo Miranda Maria, 32 anos, selecionado para a Semana da Crítica do Festival de Cannes. A exibição do filme na Riviera Francesa rendeu parcerias para seu projeto de primeiro longa-metragem e o convite para participar de uma residência de roteiro ainda neste ano, em Paris e na Normandia.

Michael Fassbender é Macbeth, em filme que compete pela Palma de Ouro em Cannes.
23/05/2015 - Festiva de Cannes 2015/Macbeth

«Macbeth» traz Michael Fassbender em nova versão épica

O ator Michael Fassbender é Macbeth e Marion Cotillard é lady Macbeth na mais recente refilmagem do clássico de William Shakespeare. Com interpretações impecáveis e imagens de tirar o fôlego, o filme dirigido pelo australiano Justin Kurzel é o último concorrente à Palma de Ouro a ser exibido neste sábado (23), em Cannes.

O cineasta André Novais Oliveira, à direita, com os pais em Cannes.
22/05/2015 - Festival de Cannes 2015/Quinzena

Cineasta mineiro tem pais como atores em curta na Quinzena de Cannes

O curta-metragem "O Quintal", do diretor mineiro André Novais Oliveira foi um dos onze selecionados entre 1.700 candidatos da seção de curtas da mostra paralela da Quinzena dos Realizadores de Cannes. "O Quintal" retrata um dia na vida de um casal de idosos em Contagem, cidade vizinha de Belo Horizonte. Uma das atrações do filme é ter os próprios pais do diretor como atores principais e também na plateia em Cannes.

"Paulina", de Santiago Mitre.
22/05/2015 - Festival de Cannes 2015

Filme argentino com coprodução brasileira leva prêmio da Semana da Crítica de Cannes

"Paulina", do argentino Santiago Mitre, é vencedor do Grande Prêmio da Semana da Crítica, de Cannes. E a competição pela Palma de Ouro entra na reta final. Hoje é o penúltimo dia de exibição dos filmes concorrentes à Palma de Ouro. “Chronic” (“Crônico”), do mexicano Michel Franco, entrou na última hora na seleção. Portanto, é o único longa latino em competição. O outro filme do dia é «Valley of Love » (« Vale do Amor »), do francês Guillaume Nicloux.

Cartaz do filme "Love", de Gaspar Noé
21/05/2015 - Festival de Cannes 2015/Amor

Filme com sexo explícito provoca controvérsia em Cannes

Anunciado como um dos grandes momentos do Festival de Cinema de Cannes, o filme « Love » (« Amor »), do argentino Gaspar Noé foi o assunto do dia, nesta quinta-feira (21). A exibição, na última madrugada, muito concorrida e com muita gente que ficou de fora, terminou por volta de três da manhã. Na tela, muitas cenas explícitas de sexo, orgias, close-ups e ejaculações.

Capa do álbum "Catarse" ("Catharsis") do cartunista Luz, do jornal satírico Charlie Hebdo.
21/05/2015

Cartunista do Charlie Hebdo lança álbum "Catarse" para superar trauma do atentado

O cartunista francês Luz, do jornal satírico Charlie Hebdo, lança nesta quinta-feira (21) o álbum "Catarse" ("Catharsis", na edição em ...
Imagem de "O Assassino", novo filme do taiwanês Hou Hsiao-Hsien, na competição oficial de Cannes.
21/05/2015 - Festival de Cannes 2015

Melodramas marcam 68ª edição do Festival de Cannes

A três dias do encerramento do Festival de Cannes, mais dois filmes serão exibidos nesta quinta-feira (21) na disputa pela Palma de Ouro. Um deles é "Dheepan", o aguardado longa do diretor francês Jacques Audiard. A 68ª edição do festival é marcada pelo retorno às telas de filmes melodramáticos.

Close