Michael Jackson - 
Artigo publicado em 25 de Junho de 2010 - Atualizado em 25 de Junho de 2010

Fãs lembram um ano da morte de Michael Jackson

Um ano após sua morte, Michael Jackson continua sendo o Rei do Pop.
Um ano após sua morte, Michael Jackson continua sendo o Rei do Pop.
Reuters

RFI

Nesta sexta-feira completa um ano da morte do Rei do Pop, Michael Jackson. A notícia foi repentina, pegou os fãs de surpresa e ainda é cheia de mistério. Mas, desde então, as vendas de sua obra somaram mais de um bilhão de dólares e a única certeza é que, para muitos, a herança que ele deixou não tem preço.

Hoje será um dia de muitas homenagens ao redor do mundo, principalmente nos Estados Unidos. Michael Jackson teve uma carreira de 45 anos e morreu aos 50. Criou uma nova maneira de dançar, de cantar, vendeu mais discos do qualquer um, ganhou 13 prêmios Grammy e teve 41 músicas no topo das paradas de sucesso. O menino que cresceu e se transformou, diante dos holofotes, no maior ícone da cultura pop. Michael Jackson era a pessoa mais conhecida do mundo, de acordo com pesquisas. Ele foi o primeiro artista a receber mais de 100 milhões de dólares em um ano.

Em vida, Michael Jackson teve conquistas e polêmicas. Teve uma carreira repleta de sucesso, escândalos e mistérios. Ninguém sabia ao certo quem era ele, como ele era. E, até agora, ninguém sabe responder o que aconteceu em 25 de junho de 2009. As causas da parada cardíaca que sofreu são ainda discutidas nos tribunais e o médico pessoal do cantor, Conrad Murray, enfrenta acusação de homicídio culposo, após uma autópsia revelar que a causa da morte foi uma overdose de anestésicos ministrados por ele. O julgamento ainda não aconteceu.

Comemorações pelo mundo

Mas, nesses 12 meses cheios de interrogações, a grande resposta veio dos fãs de todo o mundo que literalmente ressuscitaram o artista através da obra dele e que neste aniversário de morte estarão fazendo homenagens ao redor do planeta. Todas as emissoras de TV americanas terão programação especial nesta sexta e no final de semana. Prometem documentários, entrevistas exclusivas, material inédito e novos pontos de vista. Algumas estações de rádio passarão o dia apenas tocando as canções que o imortalizaram.

Em Gary, cidade natal de Michael, no Estado da Indiana, Katherine Jackson a mãe dele, vai inaugurar um monumento na casa humilde onde o grupo Jackson 5 iniciou a carreira. Em Los Angeles, a expectativa é que o cemitério Forest Law, onde Jackson foi sepultado, receba milhares de visitas, flores e expressões musicais. Porém não é possível ter acesso ao mausoléu onde estão os restos mortais de Jackson.
Nesta sexta, começa nos Estados Unidos uma turnê do musical "The Ultimate Thriller", que faz um tributo ao legado do astro pop.

Em Nova York, os fãs devem se reunir no Apollo Theater, no Harlem, onde o "Jackson 5" lançou sua carreira. O museu de cera Madame Tussaud ganhou uma estátua nova como parte de uma celebração global da carreira do artista.

Para o sábado, Joe Jackson, pai de Michael, organizou uma homenagem em um hotel de Beverly Hills com muita música e o lançamento do livro "Never can say goodbye", publicado pela mãe do cantor. A obra traz 150 páginas, repletas de fotos inéditas de Michael Jackson que prometem ilustrar um pouco como era a misteriosa vida do astro na intimidade.

Na França, uma casa de leilões de Paris anunciou que planeja leiloar 12 fotos inéditas de Michael Jackson clicadas pelo fotógrafo Arno Barni em 1999. A venda deverá ocorrer em dezembro.

Colaboração de Cleide Klock, correspondente da RFI em Nova York

 

tags: Comemoração - Estados Unidos - Música
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close