Artes Plásticas - 
Artigo publicado em 27 de Abril de 2012 - Atualizado em 27 de Abril de 2012

Roubado em 2008, quadro do artista Edgar Degas é encontrado na Sérvia

O diretor da coleção Bührle, Lukas Gloor, usa uma cópia do quadro de Degas para explicar aos jornalistas os danos provocados pelos ladrões na tela roubada.
O diretor da coleção Bührle, Lukas Gloor, usa uma cópia do quadro de Degas para explicar aos jornalistas os danos provocados pelos ladrões na tela roubada.
REUTERS/Michael Buholzer

O quadro "Ludovic Lepic e suas filhas" (1871), do artista impressionista Edgar Degas, foi roubado com outras três obras de arte em 2008. A tela, encontrada na Sérvia, era a última que faltava para reintegrar a coleção E.G. Bührle, na Suíça.

A notícia sobre a recuperação da tela foi anunciada nesta sexta-feira pelo Ministério Público de Zurique. O quadro de Degas, conhecido como "Ludovic Lepic e suas filhas", é estimado em um valor de 10 milhões de francos suíços, cerca de R$ 20,8 milhões. A tela foi encontrada na Sérvia há alguns meses, mas a polícia não divulgou a descoberta, à época, na tentativa de encontrar uma outra obra, do artista Paul Cézanne, roubada no mesmo período.

"O garoto de colete vermelho", de Cézanne, é dez vezes mais valioso que o quadro de Degas. A pintura é estimada em R$ 208 milhões de reais. A estratégia das autoridades suíças deu certo, porque os dois quadros acabaram sendo recuperados. A obra de Cézanne estava com quatro sérvios, sendo um deles participante do roubo.

Os outros dois quadros da coleção E.G. Bührle tinham sido encontrados uma semana após o roubo. Uma das telas era o "Campos de papoulas próximos a Vetheuil", de Claude Monet. O outro era um legítimo Van Gogh, intitulado "Galhos de castanheira em flores". Eles estavam dentro de um carro abandonado em um estacionamento de uma clínica psiquiátrica.

As telas pertecem à Fundação Bührle criada pela família do suíço Emil-Geord Bührl (1890-1956). O empresário foi um dos maiores colecionadores de pinturas europeias, principalmente de obras impressionistas. A coleção é formada por cerca de 200 pinturas e esculturas.

Com a colaboração de Murilo Salviano

tags: Artes Plásticas - Polícia - Roubo - Suíça
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close