11 de Agosto de 2012
Edimburgo vira meca de festivais em agosto
Cena do espetáculo "Tatyana", da coreógrafa Deborah Colker, que faz parte da programação do Festival Internacional de Edimburgo.
Cena do espetáculo "Tatyana", da coreógrafa Deborah Colker, que faz parte da programação do Festival Internacional de Edimburgo.
www.ciadeborahcolker.com.br
Kênya Zanatta

A temporada dos festivais no Velho Continente está no auge, e esta semana o Agenda Europa enfoca os festivais de Edimburgo, que tomam conta da capital escocesa no mês de agosto.

Além de apresentar peças de teatro de diretores consagrados, o Festival Internacional de Edimburgo, que começou nesta quinta-feira, também abre seus palcos para a dança, a ópera, a música clássica e uma inédita performance artística e esportiva. Neste programa conversamos com Mauro Silva, da equipe que organiza o evento.

Já o Fringe começou com algumas trupes de teatro que foram participar do Festival Internacional de Edimburgo sem serem convidadas em 1947. Com o passar dos anos o número de penetras aumentou e o evento virou o maior festival do mundo. Nesta 66ª edição, a programação conta com nada menos do que 2.695 espetáculos.

A capital escocesa abriga também neste mês o maior festival literário do mundo, que reúne 800 escritores e pensadores de vários países, e o Festival de Arte de Edimburgo, que organiza 45 exposições de artes visuais. Já a extravagante Military Tattoo, que acontece no castelo de Edimburgo, combina os tradicionais tambores e gaitas de foles escoceses com os aspectos mais modernos do exército em uma série de paradas e concertos de bandas militares.

Mais notícias sobre o mesmo assunto
Close