Últimas notícias
Cinema - 
Artigo publicado em 08 de Setembro de 2012 - Atualizado em 11 de Setembro de 2012

"Pietà", do sul-coreano Kim Ki-Duk, conquista Leão de Ouro em Veneza

O cineasta sul-coreano Kim Ki-Kuk ergue o Leão de Ouro conquistado no 69° Festival de Veneza com o filme "Pietà".
O cineasta sul-coreano Kim Ki-Kuk ergue o Leão de Ouro conquistado no 69° Festival de Veneza com o filme "Pietà".
Reuters

RFI

O polêmico longa "Pietà", do cineasta sul-coreano Kim Ki-Kuk, conquistou o Leão de Ouro no 69° Festival de Veneza. O filme retrata a vida de um agiota que cobra dívidas com extrema violência - a ponto de deixar os devedores aleijados -, e o relacionamento dele com uma mulher misteriosa que diz ser sua mãe.

"Pietà" tem uma cena de estupro que fez várias pessoas deixarem a sala durante as sessões em que foi exibido. O longa acabou batendo o favorito "The Master", mas parece ter havido discordâncias entre os membros do júri. Presidido pelo produtor e diretor americano Michael Mann, o júri oficial foi composto pelos diretores Matteo Garrone, Pablo Trapero, Ari Folman e Ursula Meier, as atrizes Samantha Morton e Laetitia Casta, o produtor chinês Peter Ho-sun Chan, e a artista plástica Marina Abromovic. Em 2004, o cineasta sul-coreano venceu o prêmio de direção no festival italiano por "Casa Vazia".

O prêmio de melhor diretor ficou com o americano Paul Thomas Anderson, por "The Master". Os protagonistas Joaquin Phoenix e Philip Seymour Hoffman compartilharam o troféu de melhor atuação masculina.

Outro filme bastante comentado durante o festival, o israelita "Fill the Void", de Rama Bursthein, deu a Hadas Yaron o troféu de melhor atriz.

Veja a lista dos vencedores do Festival de Veneza 2012:

Filme: “Pietà”, de Kim Ki-Duk

Diretor: Paul Thomas Anderson, por “The Master”

Prêmio especial do júri: Ulrich Seidl, por “Paradies: Glaube”

Ator: Joaquin Phoenix e Philip Seymour Hoffman, por “The Master”

Atriz: Hadas Yaron, por “Fill the Void” (Israel)

Ator ou atriz revelação: Fabrizio Falco, por “È Stato il Figlio” (Itália) e “Bella Addormentata”, de Marco Bellocchio

Roteiro: Olivier Assayas, por “Après Mai” (França)

Contribuição técnica: “È Stato il Figlio”, de Daniele Ciprì

Festival de Deauville premia Benh Zeitlin

Na França, o grande prêmio da 38ª Edição do Festival de Cinema Americano de Deauville foi concedido na noite deste sábado a Benh Zeitlin pelo filme "Les bêtes du sud sauvage", em português algo como "Os animais selvagens do sul".

O longa conta a história de uma menina de seis anos cujo pai enfrenta uma estranha doença provocada pelo aquecimento das águas no estado americano da Luisiana, fenômeno que provoca o reaparecimento de animas pré-históricos.

tags: Cinema - Coreia do Sul - Festival - Itália - Prêmio - Veneza
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close