Nobel/Literatura - 
Artigo publicado em 11 de Outubro de 2012 - Atualizado em 11 de Outubro de 2012

Chinês Mo Yan é o vencedor do Nobel de Literatura 2012

O escritor chinês Mo Yan ganhou o Prêmio Nobel de Literatura de 2012 nesta quinta-feira.
O escritor chinês Mo Yan ganhou o Prêmio Nobel de Literatura de 2012 nesta quinta-feira.
REUTERS/China Daily (CHINA - Tags: SOCIETY)

Patricia Moribe

O escritor chinês Mo Yan é o vencedor do prêmio Nobel de Literatura 2012, anunciado em Estocolmo, Suécia, nesta quinta-feira. Em comunicado, a Academia Sueca destacou a obra de Mo Yan, que, “com realismo alucinatório funde contos populares, história e vida contemporânea”. Mo Yan é ainda um autor inédito no Brasil.

Mo Yan na verdade é o pseudônimo usado por Guan Moye, 57 anos. Sua obra está enraizada na China rural, onde ele nasceu, no noroeste do país. Seus pais eram agricultores. Aos 12 anos, com a Revolução Cultural, ele deixou a escola para trabalhar na lavoura e depois numa fábrica. Ele se alistou em 1976, quando começou a estudar literatura e a escrever. O primeiro conto foi publicado em um jornal literário, em 1981. O reconhecimento veio alguns anos depois com "Tourning de hong luobo" (título em chinês), de 1986, publicado na França como "Radis de Cristal" (Rabanete de cristal), em 1993.

Segundo a fundação Nobel, “através de uma mistura de fantasia e realidade, perspectivas históricas e sociais, Mo Yan criou um mundo que lembra a complexidade das obras de William Faulkner e Gabriel Garcia Márquez”. Duas obras do escritor deram origem ao filme Sorgo Vermelho, dirigido por Zhang Yimou. Com Gong Li e Jiang Wen no elenco, o longa-metragem ganhou o Urso de Ouro do Festival Internacional de Berlim, em 1988.

Outros nomes cotados para o prêmio este ano eram o japonês Haruki Murakami, a canadense Alice Munro e o americano Philip Roth. Em 2000, o chinês naturalizado francês Gao Xingjian recebeu o Nobel de Literatura.

Mo Yan ainda é um autor inédito no Brasil, apesar de ter várias obras publicadas em inglês, francês, espanhol e alemão. Em Portugal foi publicado em 2007 o livro "Peito grande, ancas largas", traduzido por João Martins e editado pela Ulisseia. O site do prêmio Nobel traz uma lista com as obras de Mo Yan publicadas na China e em outros países.
 

tags: China - Literatura - Nobel
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close