Crise/Zona do euro - 
Artigo publicado em 08 de Março de 2012 - Atualizado em 08 de Março de 2012

BCE prevê aumento da inflação para 2,4% na zona do euro

Mario Dragui, presidente do Banco Central Europeu, durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira.
Mario Dragui, presidente do Banco Central Europeu, durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira.
REUTERS/Alex Domanski

O Banco Central Europeu (BCE) divulgou nesta quinta-feira novas projeções pessimistas sobre o estado da economia na zona do euro. Em 2012, o crescimento do PIB nos 17 países da moeda única europeia não deve ultrapassar 0,1%, contra 0,3% previstos anteriormente. Apesar da estagnação econômica, a inflação vai aumentar para 2,4%, contra 2% na última projeção do banco.

O presidente do BCE, Mario Draghi, anunciou as novas previsões destacando que a evolução negativa da inflação está acima do patamar fixado pela diretoria da instituição, que tem como meta manter a inflação controlada em no máximo 2%. Apesar da morosidade econômica, o BCE manteve a taxa básica de juros inalterada em 1%. 

Para 2013, o BCE prevê um crescimento de 1,1% no PIB da zona do euro, contra 1,3% previstos inicialmente. A inflação deverá baixar no ano que vem para 1,6%.

Draghi afirmou que a recente operação de injeção de liquidez nos bancos europeus, no valor de 529 bilhões de euros, foi um sucesso. O italiano minimizou as críticas de líderes emergentes como a presidente Dilma Rousseff, que se referiu à medida como "um tsunami financeiro" nos mercados. "A confiança na zona do euro voltou", disse o presidente do BCE. "Os sinais de estabilização da crise são claros", disse Draghi, sem descartar que ainda há riscos.

tags: Banco Central Europeu - Crise - Dívida - Inflação - Mario Draghi - Zona do Euro
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close