Economia/Cepal - 
Artigo publicado em 02 de Outubro de 2012 - Atualizado em 02 de Outubro de 2012

Economia latino-americana continua a desacelerar em 2012

A CEPAL é um organismo econômico ligado à ONU e baseado em Santiago.
A CEPAL é um organismo econômico ligado à ONU e baseado em Santiago.
DR

O desaquecimento da economia da América Latina vai ser de 3,2% em 2012, contra 3,7% previstos anteriormente em junho. O principal motivo dessa queda foi a baixa da atividade mundial, que penalizou o comércio exterior da região, informou nesta terça-feira a Cepal (Comissão Econômica para a América Latina e Caribe).

O gigante da região, o Brasil, vai apresentar em 2012 um crescimento econômico de apenas 1,6%, de acordo com a Cepal. Já entre os campeões de crescimento neste ano vão estar o Panamá (+9,4%) e o Peru (+5,9%). A seguir, com +5%, estão a Venezuela, Chile, Bolívia, Costa Rica e Nicarágua.

“O desaquecimento enfrentado pelas economias em 2011 prolongou-se pelo primeiro semestre de 2012, o que fez cair a projeção de crescimento” para todo o ano, informou a comissão em um comunicado.

A fragilidade da economia mundial provocou um “esfriamento da demanda externa, assim como uma tendência à baixa dos preços de uma grande parte dos principais bens de exportação” do continente, segundo o organismo econômico ligado à ONU e baseado em Santiago.

Apesar dos números em baixa, a Cepal prevê uma retomada da atividade econômica em 2013, com um crescimento anual estimado em 4%.
 

tags: América Latina - Economia
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close