16 de Outubro de 2012
Nobel de Economia premia estudos sobre eficiência em mercados
Lloyd Shapley elaborou teorias dos jogos nos anos 60, que embasaram Alvin Roth nas suas pesquisas empíricas.
Lloyd Shapley elaborou teorias dos jogos nos anos 60, que embasaram Alvin Roth nas suas pesquisas empíricas.
REUTERS/Jonathan Alcorn
Lúcia Müzell

Mais uma vez, uma dupla de americanos recebeu o prêmio Nobel da Economia. Com um tema não diretamente ligado à atual crise econômica, Alvin Roth e Lloyd Shapley foram agraciados pelos estudos sobre o modelo dos mercados e teorias de alocações estáveis, com aplicações que abrangem áreas como a educação e a saúde.

O trabalho dos dois aborda um problema econômico central, a otimização das alocações entre oferta e procura. Um dos pioneiros da teoria dos jogos, Shapley elaborou, na década de 60, algoritmos que Roth aplicou duas décadas depois, em exemplos do dia a dia, ajudando a aperfeiçoar o modelo.

De uma forma muito mais matemática do que econômica, Shapley estudou e comparou diferentes métodos de combinação e probabilidades para trazer estabilidade a uma relação entre dois fatores, como explica o economista Giácomo Balbinotto Neto, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Alvin Roth colocou em prática as teorias de Shapley em áreas como a de transplantes de órgãos ou a de funcionamento de universidades, e demonstrou que a estabilidade é fundamental para o sucesso de qualquer empreendimento. Conforme o júri da Academia Real Sueca de Ciências, que outorga o prêmio Nobel, a combinação da teoria de Shapley com as pesquisas empíricas de Roth geraram "um campo florescente de estudo e melhoraram o funcionamento de muitos mercados", apesar de ambos trabalharem de forma independente.

Com o anúncio de ontem, foi encerrada a rodada de ganhadores do Nobel 2012, que neste ano não premiou nenhuma mulher. O prêmios serão entregue aos vencedores no dia 10 de dezembro, em Oslo e Estocolmo.

Mais notícias sobre o mesmo assunto
Close