Ciclismo - 
Artigo publicado em 22 de Outubro de 2012 - Atualizado em 22 de Outubro de 2012

União Ciclista Internacional retira títulos da Volta da França de Armstrong

O ciclista Lance Armstrong durante Volta da França em 2002.
O ciclista Lance Armstrong durante Volta da França em 2002.
REUTERS/Eric Gaillard/Files

RFI

O ex-ciclista americano Lance Armstrong perdeu todos os seus sete títulos na Volta da França, a mais importante competição do cilismo mundial. A decisão foi anunciada nesta segunda-feira pela União Ciclista Internacional (UCI) na Suíça. Na sexta-feira, a UCI decide se irá indicar os novos campeões.
 

De acordo com a UCI, a entidade não vai contestar o parecer da USADA, agência americana antidoping que acusou Lance Armstrong de ter usado substâncias ilícitas ao longo da sua carreira. "A UCI não vai apelar da decisão do Tribunal arbitral do esporte”, disse o presidente da entidade Pat McQuaid durante uma entrevista coletiva em Genebra. Ele foi ainda mais duro sobre o comportamento de Armstrong. "Ele não tem lugar no ciclismo". Com a decisão, o ex-ciclista perde os títulos conquistados entre 1999 e 2005. Para o presidente da União dos Ciclistas, o caso Armstrong  "é o mais grave da história do ciclismo".

A UCI não decidiu ainda se vai designar novos campeões para substituir Armstrong. "Teremos uma reunião especial sexta-feira. A direção da UCI é que irá decidir" , afirmou o presidente. O mesmo encontro também decidirá sobrze a medalha de bronze que Armstrong conquistou nos Jogos Olímpicos de Sidney em 2000.

Conivência

Ainda durante a entrevista coletiva, Pat McQuaid desmentiu as acusações de ex-colegas de equipe de Armstrong que acusam a UCI de ter acobertado o doping do ex-ciclista pelo menos duas vezes: durante um teste que indicava o uso de doping na Volta da França em 1999 e na Volta da Suíça em 2001.  "As acusações são falsas".  "A UCI nega formalmente", reiterou o presidente que disse que não irá pedir demissão.

A decisão da UCI já tem reflexos em entidades regionais de ciclismo. Javier Guillen, organizador da Volta da Espanha, disse que a entidade já evoluiu para  "um outro tipo de ciclismo". Guillen também disse aprovar a decisão de retirar os títulos de Armstrong. "Fatos dessa gravidade só podem provocar esse tipo de consequência".

 

 

tags: Ciclismo - Doping - Escândalo - Volta da França
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close