Últimas notícias
Alemanha/ tragédia - 
Artigo publicado em 04 de Julho de 2012 - Atualizado em 04 de Julho de 2012

Ação de despejo termina com cinco mortos na Alemanha

Polícia retira os corpos do apartamento, na cidade de Karlsruhe.
Polícia retira os corpos do apartamento, na cidade de Karlsruhe.
REUTERS/Alex Domanski

RFI

Uma ação de despejo resultou em tragédia na Alemanha nesta quarta-feira. Cinco pessoas foram mortas depois que um homem que seria expulso do apartamento onde morava fez quatro reféns, na cidade de Karlsruhe, no sul do país. O morador do local está entre as vítimas.

O sequestro durou quase quatro horas e acabou com as mortes de todos que estavam no apartamento no momento do cumprimento da ação judicial. "As forças especiais invadiram o apartamento após sentirem cheiro de fumaça, e acabaram encontrando cinco corpos", disse um porta-voz da polícia. “Tudo foi programado pelo autor, que planejou a tomada de reféns e as mortes”, afirmou o procurador da cidade, Gunter Spitz, durante uma coletiva de imprensa.

O homem, que estava armado e possuía diversas armas de casa, além de uma granada, vivia no local com a antiga proprietária do apartamento, de 53 anos, que também está entre os mortos. Ainda um serralheiro de 33 anos, um oficial de Justiça de 47 e o novo dono do apartamento, de 49 anos, foram mortos “sumariamente”, conforme o Ministério Público.

Para poder se mudar, o novo proprietário havia solicitado a evacuação do local à Justiça. O despejo estava marcado para hoje e os moradores estavam cientes. A tomada de reféns teve início às 9h locais (4h de Brasília), com a chegada do oficial, do serralheiro e do proprietário do apartamento, no quinto e último andar de um imóvel situado em um arborizado bairro residencial, ao norte do centro da cidade.

“Ele estava pronto para entrar em um confronto armado e violento com a polícia”, explicou Roland Lay, chefe-adjunto da polícia. “Foi uma situação muito difícil e complexa. Tudo foi feito para salvar a vida dos reféns, o que infelizmente não foi possível”, declarou o chefe de polícia, Hildegard Gerecke.

Cerca de 200 policiais foram mobilizados no local, entre eles membros das forças especiais de intervenção. Vários veículos policiais e ambulâncias estavam estacionados diante do edifício onde ocorreu a tragédia, como mostraram imagens das televisões alemãs. Foi mobilizado um grande dispositivo de segurança em torno do imóvel na pequena cidade, de 295 mil habitantes.
 

tags: Alemanha - Assassinato - Morte - Tragédia
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close