Últimas notícias
Rússia/chuvas - 
Artigo publicado em 07 de Julho de 2012 - Atualizado em 07 de Julho de 2012

Chuvas e deslizamentos matam pelo menos 134 na Rússia e 121 na Índia

Ruas alagadas de Novoukrainsk, no sul da Rússia, neste sábado, dia 7 de julho.
Ruas alagadas de Novoukrainsk, no sul da Rússia, neste sábado, dia 7 de julho.
Reuters

Chuvas torrenciais e deslizamentos de terra na região de Krasnodarsky, no sul da Rússia, provocaram a morte de pelo menos 134 pessoas. É o pior incidente com chuvas em uma década e cerca de 13 mil habitantes foram afetados, segundo uma fonte policial. Inundações também afetaram a Índia, onde pelo menos 121 vítimas fatais foram registradas.

Na Rússia, as missões de socorro continuam resgatando corpos. No distrito de Krymsk, as autoridades descobriram 56 vítimas, incluindo uma criança de dez anos, declarou o porta-voz policial da região, Igor Zhelyabin. Nos dois últimos dias, outras nove pessoas morreram no balneário de Gelendzhik, junto ao Mar Negro, e dois mais no porto de Novorosiisk.

Em Krymsk, as chuvas torrenciais que caem há dois meses por algumas horas diariamente, fizeram 67 vítimas fatais. Nessa região, próxima ao Mar Negro, fica Sochi, sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014. Outras 11 pessoas morreram em Novorossiisk e na cidade costeira de Gelendzhik.

Imagens de TV mostraram as ruas inundadas e as pessoas subindo nos telhados. "Há muitos carros virados, até grandes caminhões. Paredes de tijolos foram levadas pela água", relatou por telefone um habitante de Novoukrainsky, citado pela agência Reuters."As pessoas estão nas ruas, estão perdidas sem saber o que fazer; helicópteros estão sobrevoando, resgatando as pessoas das áreas inundadas", disse ainda o morador.

Novorossiisk, que abriga o maior porto da Rússia no mar do Norte, interrompeu os embarques de petróleo, disse um porta-voz da operadora de oleoduto Transneft. O porto também suspendeu as exportações de grãos.

Indianos enfrentam monções

Ao menos 121 pessoas morreram no nordeste da Índia e quase seis milhões tiveram de deixar suas casas por causa das chuvas de monção, segundo um balanço divulgado pelas autoridades. O serviço de metereologia alertou que a chuva continuará caindo na região nas próximas 24 horas.

O Estado de Assam foi o mais afetado pelas precipitações, que provocaram a cheia do rio Brahmaputra. A chuva também caiu nos estados vizinhos de Arunachal Pradesh, Manipur e Meghalaya, sem provocar mortos.

O governo de Assam abriu acampamentos provisórios para abrigar as pessoas atingidas. Segundo as autoridades, 26 dos 27 distritos desse estado foram afetados pelas inundações, que destruíram milhares de moradias, danificaram estradas e deixaram terrenos agrícolas inundados.

As chuvas de monção, o vento que cruza o subcontinente indiano de junho a setembro, são cruciais para milhões de agricultores do país, mas, ao mesmo tempo, todos os anos provocam grandes inundações.

 

tags: Chuvas - Inundações - Rússia
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close