ONU/Direitos Humanos - 
Artigo publicado em 10 de Setembro de 2012 - Atualizado em 10 de Setembro de 2012

Ban Ki-moon defende julgamento para autores de crimes de guerra na Síria

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, no Conselho dos Direitos Humanos, em Genebra.
O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, no Conselho dos Direitos Humanos, em Genebra.
REUTERS/Denis Balibouse

RFI

A Síria está no centro dos debates da nova sessão do Conselho dos Direitos Humanos da ONU, nesta segunda-feira, em Genebra, com a presença do secretário-geral da organização. Ban Ki-moon fez um apelo para que os autores de "crimes de guerra" na Síria sejam julgados.

"Devemos garantir que as pessoas, de quaisquer dos dois lados, que cometam crimes de guerra, crimes contra a humanidade ou outras violações dos direitos humanos sejam julgadas", afirmou o secretário-geral da ONU aos representantes dos 47 estados membros do Conselho, reunidos durante três semanas em Genebra.

Ban Ki-moon se declarou "profundamente comovido com os bombardeios aéreos de civis pelas forças do governo sírio", assim como pelo "aumento de tensões religiosas e a deterioração da situação humanitária". Ele também criticou que as duas partes, tanto o regime quanto os rebeldes, tenham optado pela força ao invés do diálogo. O secretário-geral pediu a todos que apoiem os esforços do novo mediador internacional para a Síria, Lakhdar Brahimi, que iniciou sua primeira missão hoje no Egito. 

 

tags: Ban Ki-moon - Bashar al-Assad - Conflito armado - Conselho de Direitos Humanos - Crime - ONU - Síria
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close