França - 
Artigo publicado em 24 de Agosto de 2010 - Atualizado em 24 de Agosto de 2010

Turismo volta a crescer na França após um ano de crise econômica

Chineses, russos e turistas do Oriente Médio são os que mais gastam durante sua estadia na França.
Chineses, russos e turistas do Oriente Médio são os que mais gastam durante sua estadia na França.
CeeKay's Pix/Flickr

Silvano Mendes

Depois da crise de 2009, o turismo na França voltou a ver la vie en rose. Essa temporada de férias na Europa foi frutuosa e o país continua sendo o primeiro destino turístico do mundo.

 

O verão ainda não acabou, mas os profissionais do turismo francês já comemoram os bons resultados da principal temporada de férias do ano. Os primeiros números divulgados apontam um aumento significativo de visitantes entre os meses de julho e agosto nas principais cidades turísticas francesas. Segundo dados divulgados esta semana, a frequentação geral foi 4% maior do que no ano passado. Esse resultado fez com que o secretário de Estado responsável pelo Turismo, Hervé Noveli, já falasse de uma temporada muito satisfatória.

É do lado dos turistas vindos de outros países que as estatísticas apresentaram uma maior evolução. De acordo com a Proturismo, empresa de consultoria especializada no setor, a hotelaria francesa registrou um aumento de 12% na duração da hospedagem dos turistas estrangeiros em seus estabelecimentos.

No ranking dos visitantes que mais gastaram durante sua estadia na França aparecem os chineses, seguidos dos russos e dos turistas vindos do Oriente Médio, público que frequenta principalmente os hotéis de luxo de Paris e da Côte d'Azur. Mas o turismo mais popular também registrou uma alta, graças aos holandeses, belgas e britânicos que voltaram a frequentar os campings franceses.

Além de tranquilizar os profissionais do setor após um ano de crise, as estatísticas da temporada confirmam que a França continua sendo o primeiro destino turístico do mundo.

tags: Crise financeira - Luxo - Paris - Turismo - Verão
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close