Últimas notícias
Greve/Paris - 
Artigo publicado em 20 de Outubro de 2011 - Atualizado em 20 de Outubro de 2011

Greve impede abertura de nova ala do museu d’Orsay

O museu d'Orsay, à beira do rio Sena, em Paris.
O museu d'Orsay, à beira do rio Sena, em Paris.
Flickr/wiredsteve

Patricia Moribe

Uma greve de funcionários impediu nesta quinta-feira a inauguração de uma nova ala impressionista do museu d’Orsay, um dos mais importantes da França. Os empregados protestam contra o anúncio de supressão de 14 vagas em 2012, paralelamente à expectativa de que o número de visitantes atinja 4 milhões no ano que vem.

Segundo o museu, 34 funcionários cruzaram os braços nesta quinta-feira. Os sindicatos dizem que o número é maior, sem precisar a quantidade. Amanhã pela manhã, os empregados da instituição decidem se continuam ou não a paralisação.

A reforma da ala Amont, levou dois anos e aumentou em 2 mil metros quadrados a área de exposição do museu, divididos em quatro andares. A galeria dos impressionistas recebeu atenção especial, principalmente em relação à iluminação.

Irmãos Campana

O restaurante do museu d’Orsay, o Café d’Horloge, também recebeu cara nova, assinada pelo consagrado duo de designers brasileiros, os irmãos Humberto e Fernando Campana. A inspiração do novo look, segundo Humberto Campana declarou à RFI, veio do fundo do mar, de histórias de Júlio Verne, do naufrágio do Titanic e da Paris da época dos impressionistas.

O museu d’Orsay foi inaugurado há 25 anos, aproveitando o espaço de uma antiga estação ferroviária de 200 anos, na margem direita do rio Sena.
 

tags: Greve - Museu - Paris
Close