Últimas notícias
França/Madonna - 
Artigo publicado em 15 de Julho de 2012 - Atualizado em 15 de Julho de 2012

Partido de extrema-direita francês vai processar Madonna por injúria

Show de Madonna no Stade de France, neste sábado 14 de julho de 2012, teve as mesmas performances polêmicas que marcam a carreira da cantora.
Show de Madonna no Stade de France, neste sábado 14 de julho de 2012, teve as mesmas performances polêmicas que marcam a carreira da cantora.
REUTERS/Benoit Tessier

O principal partido de extrema-direita francês, a Frente Nacional, vai prestar queixa na justiça contra Madonna por ela ter exibido em seu show, na noite desse sábado no Stade de France, um videoclipe em que a líder do partido, Marine Le Pen, aparece com a imagem da cruz suástica nazista projetada em sua testa.

"Não podemos aceitar essa aproximação infame com o nazismo", disse o vice-presidente do partido, Florian Philippot. Ele afirmou que Marine Le Pen vai defender na justiça sua própria honra e também dos simpatizantes e milhares de eleitores que votaram na Frente Nacional nas últimas eleições. Marine Le Pen disputou as eleições presidenciais de abril e maio e chegou em terceiro lugar no primeiro turno. Ela não se elegeu nas legislativas de junho.

Estádio não estava lotado

Madonna apresentou seu novo show no dia da festa nacional francesa. Sinal de que a carreira da estrela pop está em declínio, muitos ingressos não foram vendidos.

Quando ela interpreta a canção "Nobody knows me", um videoclipe exibe num telão a imagem de Madonna sobreposta a várias personalidades, como o papa Bento 16 ou o ex-presidente egípcio Hosni Mubarak. Marine Le Pen aparece alguns segundos, com uma suástica projetada na testa, pouco antes de um personagem parecido com Adolf Hitler. Nas arquibancadas, o público que estava no Stade de France se surpreendeu.

O videoclipe polêmico já tinha sido exibido na estreia da nova turnê mundial da cantora, em maio, em Israel. Na ocasião, Marine Le Pen preveniu que se Madonna exibisse as mesmas imagens na França, ela poderia enfrentar represálias. "É compreensível que cantoras ultrapassadas, que precisam chamar a atenção para que se fale delas, adotem atitudes extremas", declarou Le Pen.

O partido Frente Nacional informou que vai apresentar a queixa judicial ao Tribunal de Bobigny na semana que vem. Depois de Paris, Madonna tem um segundo concerto programado na França, no dia 21 de agosto, em Nice, na Côte d'Azur.

Esta "MDNA Tour" é a nona turnê mundial da estrela pop que completa 54 anos em agosto. Estão previstos 80 espetáculos em cerca de 30 países. A temporada termina no início de 2013 com um concerto na Austrália, onde Madonna não canta há 20 anos.

tags: Extrema-Direita - Madonna - Marine Le Pen - Nazismo - Paris - Show
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close