França/Imigração - 
Artigo publicado em 22 de Agosto de 2012 - Atualizado em 22 de Agosto de 2012

Governo francês facilita acesso dos ciganos ao mercado de trabalho

Família de ciganos expulsa de um acampamento ilegal no norte da França, perto da cidade de Lille, no último dia 21 de agosto
Família de ciganos expulsa de um acampamento ilegal no norte da França, perto da cidade de Lille, no último dia 21 de agosto
REUTERS/Pascal Rossignol

RFI

Logo após as suas férias de verão, o presidente François Hollande decidiu rever promessas da campanha que o elegeu no último mês de maio. Entre elas, o projeto de facilitar o acesso dos ciganos ao mercado de trabalho. Promessa que saiu do papel nesta quarta-feira. O governo francês anunciou, entretanto, que as evacuações de acampamentos ilegais decidas pela justiça continuarão a serem efetuadas.

Para facilitar a situação dos ciganos na França, o primeiro-ministro francês, Jean Marc Ayrault, anunciou o fim da taxa à qual os empregadores seriam submetidos, caso contratassem um cigano. A taxa, de 700 euros ( mais de 1400 reais), era considerada uma discriminação, além de ser o maior entrave para inserção dos ciganos aos mercado de trabalho francês.

Os ciganos são, em sua maioria, originários da Bulgária e Romênia. Em um comunicado, o governo afirmou também que discutirá com os dois países do leste europeu a hipótese da abolição de outras medidas restritivas do acesso dos ciganos ao emprego na França. As medidas devem ser aplicadas até o fim de 2013.

Criticado pela evacuação de acampamentos ilegais de ciganos na semana passada, o governo diz que as decisões da justição "serão efetivadas" e que as administrações municipais serão capacitadas para a preparação e o acompanhamento dessas operações. Segundo a ONG Anistia Internacional, cerca de 15 mil ciganos vivem na França, alojados em acampamentos e habitações ilegais. 

Comunidade Européia reage

A comissão Européia elogiou o anúncio da França e pediu que o país se esforce ainda mais para retirar as outras restrições ainda em vigor, que dificultam o acesso dos ciganos ao mercado de trabalho. A Comissão sugeriu que Paris continue a tomar medidas concretas para melhorar as condições dos ciganos e afirmou que está pronta a apoiar o governo francês para que o desmantelamento de acampamentos ilegais seja efetuado em melhores condições.

 

tags: Bulgária - Emprego/trabalho - França - Imigração - Imigrantes - Imigrantes clandestinos - Romênia
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close