Avião do Futuro - 
Artigo publicado em 19 de Junho de 2011 - Atualizado em 20 de Junho de 2011

Projeto do "novo Concorde" é apresentado pela EADS na França

Imagens do projeto do novo avião da EADS foram divulgadas na véspera da inauguração do Salão do Bourget.
Imagens do projeto do novo avião da EADS foram divulgadas na véspera da inauguração do Salão do Bourget.
EADS

Silvano Mendes

Um dia antes da abertura da 49ª edição do Salão da aeronáutica do Bourget, na França, o grupo europeu EADS anunciou o projeto de um avião que poderia substituir o Concorde. A aeronave, que não deve ser comercializada antes de 2050, poderá realizar o trajeto entre Paris e Tóquio em apenas 2h30 e não deve poluir o meio ambiente.

Os fãs do extinto Concorde, que cruzava o oceano entre a Paris e Nova York em menos de 4 horas, receberam uma boa notícia neste domingo. O grupo europeu EADS anunciou um projeto para a construção de um avião supersônico capaz de fazer o trajeto entre a capital francesa e Tóquio em apenas 2h30, contra as 11 horas necessárias para realizar a viagem atualmente. A maquete do aparelho será divulgada nesta segunda-feira, na inauguração da 49ª edição do Salão de aeronáutica do Bourget, um dos principais eventos mundias do setor.

Desde o fim trágico do Concorde, após a queda de um avião no ano 2000, os construtores abandonaram os projetos de aeronaves de alta velocidade e preferiram se concentrar em aparelhos mais leves, que consomem menos combustível. Mas os engenheiros da EADS pensaram em tudo e o Zehst ("Zero Emission High Speed Transport") promete não provocar nenhuma emissão de CO2, já que os motores devem emitir apenas vapor de água durante o trajeto.

O avião deve voar a 32km de altitude (contra os 10 km dos aviões convencionais), e poderá transportar entre 50 e 100 pessoas, alcançando uma velocidade de 4 800 km/h (o dobro do Concorde). Mas aqueles que já sonham em fazer uma viagem na nova proeza tecnológica da EADS vão ter que esperar. O projeto não deve sair do papel antes de 2020, quando os primeiros testes devem ser realizados, e, se tudo der certo, a aeronave só será comercializada em 2050.

Enquanto os amantes de ficção científica se deliciam com o projeto da EADS, os dois gigantes da aéronautica, Airbus e Boeing, se preparam para uma verdadeira batalha durante o salão francês. O construtor europeu já anunciou que pretende assinar vários contratos para seu novo modelo de médio porte. Já o norte-americano espera impressionar o público – e os compradores – com o lançamento da nova versão de seu modelo 747.

tags: Aviação - Tecnologia - Transporte
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close