Rússia/Marte - 
Artigo publicado em 07 de Novembro de 2011 - Atualizado em 07 de Novembro de 2011

Rússia lança sonda para explorar lua de Marte

Astronautas russos no final da missão de simulação de uma expedição a Marte, depois de 520 dias de confinamento.
Astronautas russos no final da missão de simulação de uma expedição a Marte, depois de 520 dias de confinamento.

RFI

A Rússia lança, nesta quarta-feira, uma sonda para explorar Phobos, a maior das duas luas de Marte. A missão Phobos-Grunt, será lançada da base espacial de Baïkonour, no Cazaquistão, e tem como objetivo coletar amostras do satélite para determinar as características de sua superfície.

A sonda, que será lançada em um foguete Zenit-2SB, também tem o objetivo de estudar a origem de Phobos e observar a atmosfera marciana. Outra das missões da Phobos-Grunt é depositar um satélite chinês, o Yinghuo-1, na órbita de Marte.

Esse lançamento é a primeira missão russa interplanetária desde o fracasso de Marte 96, lançada em novembro de 1996. Por causa de um mau funcionamento no lançador Proton, a sonda caiu no oceano Pacífico.

Desde então, o interesse pelo planeta vermelho vem aumentando. Na semana passada, seis voluntários acabaram uma missão de preparação para uma possível expedição a Marte. Eles ficaram fechados durante 520 dias em uma réplica de nave espacial para simular a viagem. Apesar disso, nenhuma expedição humana para este planeta esta prevista nos próximos 20 anos.

A última missão interplanetária cumprida com sucesso por Moscou foi em 1986, com o lançamento das sondas soviéticas Vega, para explorar Vênus e o cometa Halley.

Os Estados Unidos realizaram programas para explorar Marte como as missões Mars Global Surveyor, em 1996 e Phoenix Mars Lander, em 2007. A Agência espacial europeia (ESA) lançou, em 2003, sua primeira sonda para Marte, dentro do projeto Mars Express.

A Agência espacial russa Roskosmos sempre se interessou por Phobos. Em 1988 e 1989 o país lançou as sondas Phobos 1 e 2 para sobrevoar o satélite, mas as missões fracassaram.

Previsto para 2009, o lançamento da Phobos-Grunt foi adiado para 2011. Cada ano, a distância entre Marte e a Terra diminui, o que facilita os lançamentos. A sonda deve chegar a seu destino em 2013 e voltar para a Terra em 2014.
 

tags: Espaço - Marte - Rússia - Satélite - Sonda
Close