Últimas notícias
 
24 de Novembro de 2011
Falta de dados sobre vazamento da Chevron no Brasil inquieta ambientalistas
Pela responsabilidade da maré negra a petroleira americana Chevron pode ser multada em 260 milhões de reais
Pela responsabilidade da maré negra a petroleira americana Chevron pode ser multada em 260 milhões de reais
REUTERS/Rogerio Santana
Luiza Duarte

Um vazamento de petróleo em um poço na Bacia de Campos, estado do Rio de Janeiro, operado pela empresa americana Chevron provocou uma maré negra na costa brasileira. As controvérsias dos dados do acidente ecológico na principal aérea produtora de petróleo do país inquieta os ambientalistas. De acordo com estimativas da empresa, 2,4 mil barris de petróleo foram despejados no mar, enquanto a ONG americana SkyTruth fala de 3.738 barris por dia. A petroleira declara o vazamento, detectado desde o dia 7 de novembro, interrompido, após a cimentação da rachadura do poço.

O ponto de exploração de petróleo se encontra a 1200 m de profundidade e a 370 km da costa. Em entrevista a RFI, Christophe Rousseau, diretor adjunto do Centro de documentação, Pesquisa e Experimentação sobre Poluições Acidentais nas Águas, na França, denuncia a falta de informações sobre o ocorrido. Enquanto Leandra Gonçalves, coordenadora da campanha de clima e energia do Greenpeace Brasil, pede a limpeza da área e o rigor do governo brasileiro na hora de liberar licenças ambientais.
 

Close