Últimas notícias
Terrorismo/ Espanha - 
Artigo publicado em 29 de Junho de 2012 - Atualizado em 29 de Junho de 2012

Dois membros do ETA são detidos em Londres

O membro do ETA Ugaitz Errazquin Tellería, de 27 anos, preso na França na terça-feira (26).
O membro do ETA Ugaitz Errazquin Tellería, de 27 anos, preso na França na terça-feira (26).
REUTERS

RFI

A polícia britânica anunciou a detenção de dois membros da organização separatista armada basca ETA, na madrugada de sexta-feira, em Londres. Entre eles, um ativista responsável de mais de 20 assassinatos.

Antonio Troitiño Arranz, de 55 anos, membro histórico do ETA, acusado de mais de 20 assassinatos em vários atentados, e Inácio Lerín Sánchez, de 39 anos, foram detidos em uma casa no bairro de Hounslow, de acordo com o ministério do Interior da Espanha.

Troitiño, conhecido como Antxon, foi membro do chamado “comando Madri”, nos anos 80. O grupo foi autor dos atentados mais sanguinários da organização, como o ataque com um carro bomba contra um ônibus da guarda civil espanhola em Madri, no dia 14 de julho de 1986, no qual 12 agentes morreram e outras 51 pessoas ficaram feridas.

De acordo com o ministério, o ativista era “líder” na organização armada “e tinha conexão direta com a atual direção” do ETA. Troitiño foi condenado a 2.700 anos de prisão, mas deveria ser libertado quando cumprisse 30, em 2017. Devido a uma interpretação judicial errada, ele foi colocado em liberdade em abril de 2011. A decisão foi revogada alguns dias depois, mas ele já tinha fugido.

Desde então o ativista estava sob ordem de busca e captura por “pertencer a um grupo armado ou organização terrorista”.

Lerín Sánchez foi membro em 2007 do comando “Urederra” e é suspeito de “transporte e armazenamento de armas e material explosivo, e de captação de novos integrantes”.

Na quarta-feira, outra integrante do ETA, Mailen Zuazo, foi presa em Bilbao, no norte da Espanha e outros dois suspeitos de participação na organização foram detidos na terça-feira na França. Ugaitz Errazquin Tellería de 27 anos, considerado um dos membros mais destacados do grupo, e José Javier Oses Carrasco, de 32, foram detidos na casa onde viviam em Albi, perto de Toulouse.

A organização separatista armada basca anunciou em 20 de outubro de 2011 sua renúncia à violência, mas não entregou as armas nem anunciou sua dissolução, exigidas por França e Espanha.

ETA é catalogada como organização terrorista pela União Européia e pelos Estados Unidos e considerada responsável pela morte de 829 pessoas em mais de 40 anos de violência pela independência do País Basco espanhol.
 

tags: Ativista - Espanha - ETA - Inglaterra - Terrorismo - Terrorista
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close