12 de Julho de 2012
Disputa por soberania de ilhas opõe China e Japão
Ilhas Senkaku para os japoneses, Diaoyu para os chineses, objeto de forte disputa entre os dois países.
Ilhas Senkaku para os japoneses, Diaoyu para os chineses, objeto de forte disputa entre os dois países.
REUTERS/Kyodo/Files
Leticia Constant

Um pequeno conjunto de ilhas no Mar da China Oriental voltou a ser motivo de tensão entre dois gigantes asiáticos, o Japão e a China. Na última quarta-feira, três barcos pesqueiros chineses entraram nas águas que cercam as ilhas; elas são consideradas território japonês porque o Japão controla a região, próxima a Okinawa, desde o século 19.

A correspondente em Tóquio, Claudia Sarmento, explica que os chineses afirmam que foram eles que descobriram as ilhas há muitos séculos e reivindicam a soberania; Taiwan também exige seus direitos. Após a invasão das águas territoriais japonesas, as embarcações chinesas foram advertidas pela Guarda Costeira e deixaram o lugar algumas horas depois. Mas o incidente foi o suficiente para que o governo japonês protestasse oficialmente junto às autoridades de Pequim, considerando a invasão “gravíssima”.

Em 2010, as relações entre Japão e China chegaram a um ponto crítico quando o capitão de um navio chinês foi preso depois de se chocar contra embarcações japonesas no mesmo lugar. Pequim ameaçou com retaliações comerciais e Tóquio cedeu, liberando o capitão. O episódio, na época, enfraqueceu o governo japonês.
 

Close