Espanha/Crise - 
Artigo publicado em 19 de Julho de 2012 - Atualizado em 19 de Julho de 2012

Espanhóis vão às ruas manifestar contra austeridade

Espanhóis foram às ruas nesta quinta-feira manifestar contra plano de austeridade de Mariano Rajoy.
Espanhóis foram às ruas nesta quinta-feira manifestar contra plano de austeridade de Mariano Rajoy.
Reuters

RFI

Milhares de pessoas foram às ruas na Espanha hoje para protestar contra o novo plano de rigor do governo Espanhol, que prevê aumento de impostos e cortes de salários dos funcionários públicos. Os ministros de Finanças dos países da zona do Euro realizam uma conferência telefônica para debater os últimos detalhes da ajuda aos bancos espanhóis.

Entre os manifestantes, convocados pelos principais sindicatos espanhóis, estavam aposentados, estudantes, funcionários públicos e também policiais e bombeiros. Aos gritos de “mãos ao alto, isso é um assalto”, frase que se transformou no lema dos protestos desde que o governo anunciou, em 11 de julho, novas medidas de austeridade para tentar economizar 65 bilhões de euros, os manifestantes invadiram as principais ruas do centro de Madri.

As novas medidas do governo de Mariano Rajoy, incluem um aumento do imposto sobre o consumo, corte das ajudas para os desempregados e a supressão do 13° dos funcionários públicos.

O orçamento do Estado para 2012, que já era de uma austeridade histórica, com a intenção de economizar 27.300 bilhões de euros, não foi suficiente e Madri teve que cumprir novas exigências de Bruxelas em troca de um prazo mais amplo para reconduzir seu déficit público a 3% e uma ajuda para os bancos espanhóis de até 100 bilhões de euros, aproximadamente 240 bilhões de reais.

Plano de ajuda

Os ministros das Finanças da Zona do euro finalizam o plano de ajuda aos bancos espanhóis em uma conferência telefônica nesta sexta-feira. O montante poderia chegar a 100 bilhões de euros.

A Comissão Europeia afirmou na quinta-feira, que o plano de ajuda à Espanha é unicamente destinado aos bancos, desmentindo informações que saíram na imprensa. Jornais espanhóis, se baseando em um documento do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira, publicado no site do Parlamento alemão, afirmaram que o plano era mais flexível do que o previsto, e poderia ser utilizado na compra da dívida soberana nos mercados e não somente para ajudar aos bancos.

Mas segundo o porta-voz da Comissão Simon O'Connor, esta foi uma interpretação errada do documento. O'Connor afirmou que toda utilização dos fundos para outra finalidade que não seja a recapitalização dos bancos, deve passar por um pedido formal da Espanha à Comissão Europeia e uma renegociação do documento.

Os deputados alemães aprovaram nesta quinta-feira uma ajuda à Espanha. Entre os 583 deputados, 473 votaram a favor de uma ajuda aos bancos. O sinal verde do parlamento alemão era indispensável para a Alemanha validar o desbloqueio de fundos para a Espanha, na reunião do Eurogrupo, nesta sexta-feira.

 

tags: Austeridade - Espanha - Manifestação - Mariano Rajoy
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close