03 de Agosto de 2012
Jardins coletivos franceses marcam volta ao cultivo sustentável
Em jardins coletivos, franceses cultivam flores e legumes em pleno centro urbano.
Em jardins coletivos, franceses cultivam flores e legumes em pleno centro urbano.
DR
Luiza Duarte

Além dos parques e famosos jardins públicos da capital francesa, 70 jardins coletivos reúnem moradores em torno da paixão pelas plantas, da vontade de produzir seu próprio alimento e de se conectar a natureza em pleno centro urbano. A solução nasceu da falta de espaço nas grandes cidades. Isolados em apartamentos e cada vez mais sensíveis à necessidade de hábitos ecológicos e saudáveis, os franceses formam associações para dar vida nova a todo pedaço de terra desocupado.

Flores, frutas e legumes orgânicos brotam graças à iniciativa desses jardineiros amadores de todas as idades.

O jardim de Ruisseau, no décimo oitavo distrito de Paris, é o espaço verde coletivo e pedagógico mais importante em número de participantes da cidade. Ele é o exemplo perfeito dessa reaproximação em nome da natureza. Em entrevista a RFI, Cyril Michel, seu copresidente, e Marie Crozet, florista e especialista em jardins, explicam como a ideia agrega qualidade de vida aos bairros e favorece o retorno a produção sustentável.

tags : Ecologia - França - Paris
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Close