Últimas notícias
 
06 de Agosto de 2012
Argentina encerra "corralito" em meio a recessão e inflação
Neste 6 de agosto, os argentinos poderão retirar seu dinheiro preso no "corralito".
Neste 6 de agosto, os argentinos poderão retirar seu dinheiro preso no "corralito".
©Wikipedia
Elcio Ramalho

A partir desta segunda-feira, os argentinos terão acesso à ultima parcela do dólares presos no chamado "corralito" de 10 anos atrás. O dinheiro foi depositado na sexta-feira passada, após discurso épico da presidente Cristina Kirchner, que considerou o fim do "corralito" como um momento histórico e trunfo do seu governo. O ministério da Economia da Argentina proclama no seu site: "Terminamos de pagar o Corralito. Sem dívidas, somos mais livres".

O correspondente da RFI em Buenos Aires, Márcio Resende, analisa que, dez anos depois da Argentina declarar a moratória da dívida pública e de confiscar os depósitos em dólar, o país está numa nova encruzilhada, combinando recessão com alta inflação e contas fiscais deterioradas.

 

Mais notícias sobre o mesmo assunto
Close