USA/Tiroteio - 
Artigo publicado em 13 de Agosto de 2012 - Atualizado em 14 de Agosto de 2012

Homem abre fogo em campus universitário nos Estados Unidos

Thomas Caffal, de 35 anos, é o suspeito dos crimes, em foto divulgada pela polícia do Texas, em 13 de agosto de 2012..
Thomas Caffal, de 35 anos, é o suspeito dos crimes, em foto divulgada pela polícia do Texas, em 13 de agosto de 2012..
REUTERS/City of College Station Police Department

RFI

Um homem abriu fogo contra várias pessoas no campus da Universidade Texas A&M, no sul dos Estados Unidos, nessa segunda-feira. De acordo com as autoridades locais, o tiroteio deixou pelo menos três mortos, entre eles um policial e o atirador. O episódio acontece menos de um mês após o massacre que custou a vida de 12 pessoas no Colorado e uma semana depois do ataque em um templo sikh no Wisconsin, onde seis fiés morreram.

Segundo a polícia, pelo menos duas pessoas teriam sido assassinadas e várias outras ficaram feridas. A imprensa local anunciou um terceiro morto, que seria o atirador. As outras duas vítimas fatais seriam um policial e um idoso.

O tiroteio ocorreu no final da manhã, nas redondezas da universidade Texas A&M, no sul dos Estados Unidos. Por volta de 12h, no horário local, a direção emitiu um aviso em seu site na internet, no qual alertava para a presença de um “atirador ativo” no campus. O homem estaria atirando a partir de uma casa a apenas dois quarteirões das instalações da instituição. A mensagem também pedia que os 50 mil estudantes evitassem a zona do tiroteio.

Quatro horas após o ataque, ainda não se sabia exatamente quantas pessoas haviam sido atingidas pelos disparos. “A situação é caótica por aqui. Nós temos muitas informações que chegam e temos várias cenas de crime. Nós pedimos que as pessoas sejam pacientes enquanto tentamos saber porque essa tragédia aconteceu”, declarou o policial Scott McCollum à imprensa local.

Em uma mensagem oficial, o presidente da universidade, Bowen Loftin, confirmou o número de mortos. “Esse é um dia triste (...) Nós ficamos profundamente tristes quando formos informados sobre as mortes de três indivíduos, entre eles um policial (...) Todos nós da Texas A&M faremos tudo o que pudermos hoje e nos próximos dias para acalmar a dor e as tensões de todos que foram afetados”, declarou o responsável.

O tiroteio do Texas acontece um momento em que os norte-americanos ainda tentam se recuperar do choque após dois ataques similares no país. Há menos de um mês, no Colorado, um massacre custou a vida de 12 pessoas e deixou outras 58 feridos durante uma sessão de estreia no cinema do último episódio do filme Batman. Na semana passada um ex-soldado, próximo a grupos racistas, abriu fogo em um templo sikh no Wisconsin, no norte dos Estados Unidos, matando seis fiéis antes de se suicidar.

tags: Estados Unidos - Massacre - Tiroteio - Universidade - Violência
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close