Últimas notícias
 
16 de Agosto de 2012
Temperatura na França pode chegar a 40°
Parisienses se refrescam durante onda de calor que atinge a França.
Parisienses se refrescam durante onda de calor que atinge a França.
© AFP / Johanna Leguerre
Lúcia Müzell

A França se prepara para enfrentar a maior onda de calor de todo o verão, iniciado em junho. Seis departamentos do país estão em alerta para a possibilidade de canicule, como é chamado o calor bastante acima do normal e que pode até provocar a morte nas pessoas mais frágeis, especialmente os idosos. Os termômetros estão entre 8 e 10 graus acima da média em todo o país, principalmente no sul e sudeste, e poderão atingir os 40 graus em várias cidades.

Sébastian Leas, meteorologista do instituto Méteo France, explica que este período se caracteriza por uma onda de forte calor por pelo menos três dias, em que a temperatura não pode baixar de um certo limite. Para Paris, é de 21 graus à noite, e durante o dia ocorrem temperaturas superiores a 32 graus.

Cada departamento tem os seus limites, de acordo com o normal para a estação. "É bastante possível que esta seja a última onda de calor do verão, porque as temperaturas vão baixar na semana que vem, e as noites vão começar a ficar cada vez mais longas, com mais e mais resfriamento. O momento para aproveitar o Paris Plage é agora", comentou Leas. A onda de calor na França vai se enfraquecer a partir da terça-feira.

Para enfrentar o calor, é preciso se hidratar bastante, evitar exposição ao sol nas horas de pico e prestar muita atenção nos bebês e nos idosos, os mais sensíveis às altas temperaturas. Muitos franceses acreditam que o ar condicionado faz mal para a saúde e por isso é raro encontrar locais climatizados no país. Porém a médica Camille Cabral afirma que isso não passa de um mito. "Ar condicionado não causa doença alguma. É mais uma questão cultural do que de saúde."

Mais notícias sobre o mesmo assunto
Close