Últimas notícias
Política/Ucrânia - 
Artigo publicado em 29 de Agosto de 2012 - Atualizado em 29 de Agosto de 2012

Justiça ucraniana confirma condenação de Iulia Timochenko

Manifestantes exibem cartazes pró-Timochenko diante do prédio da Suprema Corte da Ucrânia, em Kiev. 29 de agosto de 2012
Manifestantes exibem cartazes pró-Timochenko diante do prédio da Suprema Corte da Ucrânia, em Kiev. 29 de agosto de 2012
REUTERS/Gleb Garanich

RFI

Nesta quarta-feira, a Suprema Corte da Ucrânia rejeitou recurso da ex-primeira ministra Iulia Timocheko e confirmou sua condenação a sete anos de prisão por abuso de poder. A chamada "Dama de Ferro" foi condenada em outubro do ano passado por ter assinado um contrato sobre gás com a Rússia considerado prejudicial à Ucrânia pela Justiça do país. Há um ano, ela está presa. Em maio deste ano, ela foi transferida de sua cela na prisão de Khariv, no Leste da Ucrânia, para uma clínica pública para tratar de uma hérnia de disco.

A confirmação da condenação deve agravar a crise nas relações entre Kiev e a União Europeia, que vê motivações políticas para a prisão de Timochenko, que não pode se candidatar às eleições legislativas de 28 de outubro. Ela própria acusa o atual presidente, Viktor Ianoukovitch, eleito em 2010, de perseguição política.

Ele nega a acusação e reafirma a independência da Justiça Ucraniana. Mas a UE, especialmente França, Inglaterra e Alemanha, já deixaram claro seu ponto de vista. Durante a Eurocopa de futebol, diversos países da região deixaram de enviar representantes aos jogos realizados na Ucrânia, como forma de protesto pela liberdade de Iulia Timochenko.

Agora, encerraram-se as possibilidades de apelação de Iulia Timochenko na Justiça ucraniana. Sua última esperança é um recurso encaminhado à Corte Europeia de Direitos Humanos, baseada em Estrasburgo na França, que deve anunciar seu veredicto futuramente.

Manifestações
Na última quarta-feira, uma centena de manifestantes pró-Timochenko protestou diante do prédio da Suprema Corte, em Kiev, com cartazes exigindo o fim da repressão política. Desde a prisão da Dama de Ferro, este tipo de manifestação se tornou frequente nas fachadas do Palácio de Justiça e da prisão onde ela cumpre a pena.

tags: Iúlia Timochenko - Justiça - Justiça Internacional - Ucrânia
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close