Últimas notícias
 
05 de Setembro de 2012
Milhares de turistas podem ter contraído vírus mortal em parque americano
Fotografia do Hantavírus em amostras coletadas no sangue de visitantes do Parque de Yosemite.
Fotografia do Hantavírus em amostras coletadas no sangue de visitantes do Parque de Yosemite.
REUTERS/Cynthia Goldsmith/CDC/Handout
Danilo Rocha Lima

Cerca de dez mil pessoas que passaram pelo Parque Nacional de Yosemite, na Califórnia, correm o risco de ter contraído um vírus mortal, o Hantavírus. Ele é transmitido pela saliva, urina e fezes dos ratos e pode provocar uma grave infecção pulmonar. O alerta foi dado pelo Centro para Controle e Prevenção de Doenças, o CDC, órgão de saúde dos Estados Unidos. O parque de Yosemite, muito popular no país, é o destino de centenas de famílias americanas e estrangeiras para passar as férias. Segundo o CDC, as pessoas que passaram pelo acampamento Curry Village, dentro do parque, entre os dias 10 de junho e 24 de agosto, podem desenvolver o Hantavírus nas próximas seis semanas. Um terço dos pacientes detectados com o vírus não resistem.

O professor Pierre Carli, chefe do SAMU, o serviço de emergência francês, lembra quais são os principais sintomas causados pelo Hantavírus e as formas de contaminação e tratamento. Apesar do grande número de possíveis contaminados nos Estados Unidos, ele diz que não existe razão para pânico.

Mais notícias sobre o mesmo assunto
Close