08 de Setembro de 2012
Esgrimista Jovane Guissone traz conquista histórica para o Brasil
O gaúcho Jovane Guissone trouxe a primeira medalha para a esgrima paralímpica do Brasil na última quinta-feira, em Londres.
O gaúcho Jovane Guissone trouxe a primeira medalha para a esgrima paralímpica do Brasil na última quinta-feira, em Londres.
Comitê Paralímpico Brasileiro/Divulgação
Daniella Franco

O esgrimista Jovane Guissone é um dos grandes destaques da delegação brasileira dos Jogos Paralímpicos de Londres. Na primeira participação brasileira da modalidade nos Paralímpicos, o gaúcho de 29 anos já fez história, trazendo a primeira medalha - um ouro - para a esgrima paralímpica do Brasil.

 

Se a performance do esgrimista é impressionante, sua trajetória não é diferente. Uma tragédia em novembro de 2004 fez o esportista perder os movimentos da perna e ficar paraplégico. Ele foi vítima de um assalto, na cidade de Canoas, no Rio Grande do Sul, quando levou um tiro que atingiu sua coluna.

Em 2007, após um ano de repouso e outro de fisioterapia, o atleta começou a prática do basquete em cadeira de rodas. Mas, a convite de um amigo, o jovem gaúcho passou a treinar esgrima em 2008. Em apenas quatro anos de treinamento, ele conquistou cinco medalhas internacionais e chegou ao lugar mais alto do pódio das Paralimpíadas de Londres na última quinta-feira.

Clique no botão "Ouvir" e confira a entrevista que fizemos com Jovane Guissone, na qual ele fala sobre as dificuldades enfrentadas logo depois do trágico acidente em sua vida, as alegrias desta grandiosa vitória em Londres e a importante promessa que fez a seu filho, Jovane Júnior.

Mais notícias sobre o mesmo assunto
Close