Últimas notícias
Kosovo - 
Artigo publicado em 10 de Setembro de 2012 - Atualizado em 10 de Setembro de 2012

Kosovo torna-se Estado soberano nesta segunda-feira

Um cartaz na capital Pristina defende a independêndia do Kosovo.
Um cartaz na capital Pristina defende a independêndia do Kosovo.
DR

RFI

O Kosovo torna-se hoje um Estado soberano assim que o Grupo Internacional de Supervisão anunciar a sua dissolução na capital Pristina. A Sérvia, porém, declarou que a decisão é um "erro histórico e trágico".

O Grupo Internacional de Supervisão declarou que o Kosovo está pronto para a independência e que deu provas de ser um "Estado democrático e multiétnico". Durante o período de tutela, os representantes do grupo supervisionaram a Constituição e monitoraram a administração do país. O "Plano Ahtisaari", como foi batizado em referência  ao negociador das Nações Unidas Martti Ahtisaari, previa um processo de soberania gradual sob a tutela da comunidade internacional. 

Esse plano, porém, foi rejeitado pela Sérvia. O fim do período de "vigilância internacional" do Kosovo foi decidido no início de julho pelo Grupo Internacional de Supervisão. O grupo reúne 25 países, entre os quais os Estados Unidos, que apoiaram a independência da antiga província sérvia de população majoritariamente de origem albanesa. Há quatro anos e meio, o Kosovo havia proclamado unilateralmente a sua independência. Entre 1998 e 1999, uma guerrilha independentista kosovar albanesa lutou contra  forças oficiais sérvias.

Desde então, a Sérvia tem criticado as tentativas do Kosovo de alcançar a independência. Em Belgrado, as autoridades sérvias afirmam que a independência do Kosovo poderá levar à perseguição da minoria étnica sérvia que vive na região. O pessimismo com o futuro do novo Estado também é expressado por Veton Suroi, político kosovar de origem albanesa e fundador do jornal Koha Ditore. Para Surroi, a supervisão da comunidade internacional "não foi um sucesso". Ele afirma ainda que o Estado kosovar não está operacional e que a democracia ainda não está presente. "As últimas eleições foram fraudulentas", disse ao jornal Le Monde.

Alheio às críticas, em Pristina, o clima é festivo. A população local planeja comemorar o "dia histórico", segundoa s autoridades kosovares, uma série de shows com artistas locais.

Apesar da soberania, a comunidade internacional continuará no Kosovo para cooperação nas áres militar e civil. Até hoje, 93 países reconheceram a independência do Kosovo. O novo Estado também não é membro das Nações Unidas.

tags: Comunidade Internacional - Conflito - Diplomacia - Kosovo - ONU - Sérvia
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close