Últimas notícias
Artigo publicado em 14 de Setembro de 2012 - Atualizado em 14 de Setembro de 2012

Revolta dos islâmicos contra Estados Unidos é “incidente dramático” para fiéis e políticos

Fiéis do islamismo queimam bandeiras dos Estados Unidos e Israel durante protestos em Bangladesh, em 14 de setembro de 2012.
Fiéis do islamismo queimam bandeiras dos Estados Unidos e Israel durante protestos em Bangladesh, em 14 de setembro de 2012.
REUTERS/Andrew Biraj

A tensão no Oriente Médio e a crise econômica na França são os destaques dos jornais que circulam nesta sexta-feira pelo país. O jornal Aujourd'hui en France questiona como um vídeo postado na internet pode fazer "o planeta inteiro tremer".

O Aujourd’hui en France qualifica a onda de revolta antiamericana nos países muçulmanos de um incidente dramático, tanto para os fiéis do islamismo quanto para os políticos, que não têm mais controle sobre esses movimentos de massa.

Um especialista em islamismo ouvido pelo jornal afirma que, para acalmar a violência, os dois candidatos à presidência americana, Barack Obama e Mitt Romney, deveriam mostrar solidariedade com os muçulmanos, "mas como eles não podem fazer isso, por causa da campanha eleitoral, cabe aos líderes religiosos acalmar os ânimos".

Papa no Líbano

O diário católico La Croix destaca em seu editorial de primeira página a visita do papa Bento 16 ao Líbano. La Croix diz que a Primavera Árabe reforçou a determinação da Igreja de levar uma mensagem de paz não apenas aos cristãos, mas também às outras comunidades religiosas do Líbano de dos outros países em que os católicos são minoria. Cristãos e muçulmanos podem conviver no mesmo espaço em paz, afirma o editorial.

Economia

O diário especializado em economia Les Echos dedica sua manchete às novas advertências do Tribunal de Contas francês, que aconselha o governo a acabar com as vantagens fiscais dadas aos aposentados, especialmente dos funcionários da companhia ferroviária SNCF e do metrô de Paris.

O jornal também relata que o relatório do TCU denuncia gastos abusivos na área da saúde, com transportes de doentes em ambulâncias e licenças-médicas. Diante da crise econômica, a França declarou guerra ao desperdício.

 

tags: Estados Unidos - Imprensa - Islâmico
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close