Últimas notícias
Portugal/ Crise - 
Artigo publicado em 24 de Setembro de 2012 - Atualizado em 24 de Setembro de 2012

Empresária reclama da burocracia para contratar portugueses

A empresária Silvia Caetano contratou dois profissionais portugueses de alto nível para atuar no seu grupo no Brasil.
A empresária Silvia Caetano contratou dois profissionais portugueses de alto nível para atuar no seu grupo no Brasil.
L. Constant

Leticia Constant

Com a crise do desemprego, a migração de mão de obra qualificada portuguesa para o Brasil é cada vez maior. Para os empresários brasileiros em busca de profissionais, a oportunidade também é boa, mas a burocracia nacional acaba dificultando e atrasando as contratações.

A empresária pernambucana Silvia Caetano, que preside um bem sucedido grupo no Brasil, está tentando há três meses levar dois profissionais portugueses para o seu show-room de Brasilia. Atrasos e exigências intermináveis a obrigaram a contratar advogados para desbloquear a situação, que já dura três meses.

“Contratamos os dois profissionais para trabalhar conosco, são os primeiros que estamos levando”, diz Silvia, entusiasmada, sem esconder que tem intenção de contratar outros. Ela justifica o seu interesse: “Opero no setor luminotécnico, que tem poucos especialistas no Brasil”.

Burocracia

A empresária, no entanto, não contava que teria que enfrentar uma burocracia complicada para levar seus novos funcionários para o Brasil. “Tem sido bastante lento e bastante complicado. Um dos processos está em andamento há três meses e diante dos entraves fomos obrigados a contratar advogados para agilizar. Estou pagando salásrio nesse meio tempo e tive que mandar uma advogada duas vezes ao Brasil”, ela reclama, admitindo que é dificil levar profissionais para o país. “Eu não sei dizer porque, mas o fato é que, a cada semana, chega uma nova lista de documentos e exigências, fazemos tudo o que pedem e, na semana seguinte, vem uma nova lista de novo”.
 

tags: Brasil - Crise - Portugal
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close