Últimas notícias
 
27 de Setembro de 2012
Emergentes investem e avançam no setor universitário
REUTERS/Rick Wilking
Patricia Moribe

Uma pesquisa recente mostra uma verdadeira revolução no mundo dos diplomados. Os países emergentes terão mais pessoas com curso superior que os paises desenvolvidos. Uma projeção da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) mostra que em 2020, a China vai ter 28,5 por cento de diplomados do mundo desbancando os Estados Unidos do topo. A Índia virá em seguida, com 11,6%. So então chegam os Estados Unidos, seguidos da Rússia, Indonésia, Japão e Reino Unido. O Brasil pula para oitavo colocado, com 3,3%. A França, que ocupava a oitava posição em 2000, desaparece do quadro dos dez países com mais formados em curso superior. Sébastien Velut, professor de Geografia na Universidade Paris 3 e diretor do Instituto de Altos Estudos da América Latina (IHEAL) fala sobre a relação entre a emergência econômica desses países e o desenvolvimento paralelo do setor universitário.

Close