Últimas notícias
 
01 de Outubro de 2012
Os sonhos do artista Arthur Luiz Piza, o Mondrian brasileiro
Jean-François Jaeger, presidente da Galeria Jeanne-Bucher, e o artista brasileiro Arthur Luiz Piza
Jean-François Jaeger, presidente da Galeria Jeanne-Bucher, e o artista brasileiro Arthur Luiz Piza
Taíssa Stivanin/RFI
Taíssa Stivanin

Depois de mais de 50 anos dedicados às gravuras, o artista brasileiro Arthur Luiz Piza expõe pela primeira vez em Paris suas obras em metal, trabalho ao qual se dedica desde 2005. A mostra está aberta até o dia 17 de novembro na galeria Jeanne-Bucher, em Saint Germain des Près, em Paris, e traz um conjunto de peças batizadas por Piza de accroches-rêves, sonhos que podem ser pendurados nas paredes. Os objetos utilizados, molas de colchões encontradas nas ruas, "que abrigaram o sonho de muita gente" diz o artista, retraçam a trajetória de 84 anos de vida do Mondrian brasileiro, que vive há mais de 60 anos em Paris, e compõe seu mundo construtivista em espasmos oníricos.

Close