Somália/ Fome - 
Artigo publicado em 03 de Fevereiro de 2012 - Atualizado em 03 de Fevereiro de 2012

ONU anuncia o fim da fome na Somália mas pede ajuda humanitária

Programa Alimentar Mundial distribui sacos de comida a mil pessoas por dia na Somália.
Programa Alimentar Mundial distribui sacos de comida a mil pessoas por dia na Somália.
AFP PHOTO / ROBERTO SCHMIDT

RFI

As Nações Unidas anunciaram nesta sexta-feira o fim do estado de fome severa na Somália, embora a situação permaneça delicada no país. Há seis meses, o organismo havia alertado para uma grave crise de abastecimento de alimentos na região, provocada pela seca.

Segundo o último relatório da Unidade de Análise de Nutrição e Segurança Alimentar da Somália (FSNAU), ligada à ONU, o número de pessoas em situação de emergência humanitária caiu de 4 milhões para 2,34 milhões, o que representa 31% da população do país. O estado de fome severa atingia seis regiões da Somália e envolvia 750 mil pessoas com risco de morrer devido à falta de alimentos desde 20 de julho. Pelos critérios da ONU, a fome severa é decretada em uma área na qual 20% da população sofre com a falta de alimentos, 30% são mal nutridas e a taxa de mortalidade é de mais de duas pessoas para cada 10 mil por dia.

"As conquistas são frágeis e serão revertidas se o apoio não continuar sendo proporcionado ao país", lembrou o coordenador de Assuntos Humanitários da ONU para a Somália, Mark Bowden, em comunicado oficial.

Em julho de 2011, a seca intensa se somou aos devastadores efeitos da guerra civil no país africano, privado de um governo central desde 1991, quando o ditador Mohammed Siad Barre. Atualmente, o país está nas mãos de senhores da guerra tribais, milícias fundamentalistas islâmicas e grupos de delinquentes armados.

Apesar de tardia, a mobilização da comunidade internacional e uma temporada de chuvas fortes que ajudaram as colheiras permitiram inverter a tendência de fome severa.

tags: África - Alimentação - Conselho de Segurança - Fome - Somália
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close