Irã/Brasil - 
Artigo publicado em 24 de Abril de 2012 - Atualizado em 25 de Abril de 2012

Irã vai investigar acusações de abuso sexual de diplomata no Brasil

Ramin Mehmanparast, porta-voz do Ministério de Relações Exteriores do Irã.
Ramin Mehmanparast, porta-voz do Ministério de Relações Exteriores do Irã.
Reuters

O Irã vai investigar as acusações de abuso sexual contra um diplomata iraniano no Brasil apresentadas por autoridades brasileiras, afirmou nesta terça-feira o ministério iraniano das Relações Exteriores. O diplomata, que serve em Brasília, foi convocado imediatamente pelas autoridades iranianas e já se encontra em Teerã.

 

Em sua tradicional entrevista coletiva semanal, Ramin Mehmanparast, porta-voz da chancelaria do Irã, disse que o assunto vai ser “estudado cuidadosamente”.

Segundo a imprensa brasileira, o diplomata é acusado de ter abusado de quatro meninas menores de 15 anos na piscina de uma famoso clube de Brasília em meados de abril.

O diplomata foi detido quando os pais das garotas fizeram a denúncia, mas os policiais tiveram que liberá-lo depois do depoimento pois ele tem imunidade diplomática.

A Convenção de Viena prevê que um diplomata não pode ser preso nem julgado em outro país. 

De acordo com a imprensa brasileira, os familiares das meninas quiseram linchar o diplomata que acabou sendo protegido pelos seguranças do clube.

A embaixada do Irã no Brasil afirmou que o assunto foi “exclusivamente um mal-entendido devido as diferenças culturais entre os dois países”. O texto ainda acusou a imprensa de ser "normalmente tendenciosa em relação a alguns países, entre eles o Irã". 
 

tags: Abuso sexual - Brasil - Diplomacia - Irã
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close