Romênia/ - 
Artigo publicado em 10 de Julho de 2012 - Atualizado em 10 de Julho de 2012

Basescu transfere poder para presidente interino na Romênia

O presidente romenoTraian Basescu.
O presidente romenoTraian Basescu.
Reuters/Radu Sigheti

RFI

O presidente romeno Traian Basescu transferiu temporariamente o poder nesta terça-feira para seu rival, o novo presidente interino Crisn Antonescu, mas uma decisão da Corte Constitucional, anunciada nesta terça-feira, poderia dificultar o processo de destituição do chefe de estado da Romênia.

A destituição do chefe de estado romeno só será efetiva depois do referendo, que acontece no dia 29 de julho. A Corte Constitucional decidiu, com base em uma lei adotada recentemente pelo Parlamento, que a consulta popular só será válida se a taxa de participação ultrapassar os 50%. Em 2007, apenas 44% dos romenos foram às urnas, na primeira tentativa de afastar Basescu do poder. Na época, ele obteve o apoio de 74,4% dos eleitores, e conseguiu desta forma se manter no cargo.

O governo de centro-esquerda do premiê Victor Ponta aprovou na semana passada um decreto que determina a validação da destituição com base na maioria dos votos dos eleitores. Em um comunicado, a coalizão informou que respeitaria a decisão da Corte, mas o referendo seria organizado seguindo as regras estipuladas pelo decreto.

Queda de popularidade

A popularidade do presidente romeno caiu bastante depois da adoção de medidas de austeridade em 2010, e da tentativa de aprovação de uma reforma da saúde que causou polêmica. O processo de destituição iniciado pelo governo recebeu diversas críticas dos Estados Unidos e da União Europeia. Para apaziguar os ânimos, o premiê romeno, Victor Ponta, chega nesta quarta-feira a Bruxelas, onde deverá se encontrar com o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, e o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy.

Em uma coletiva nesta segunda-feira, o premiê se defendeu dizendo que as críticas em relação a seu governo eram fruto de "desinformação." Segundo ele, “a Romênia é um estado de direito, o governo e o Parlamento respeitaram as regras da democracia.”
 

tags: Governo - Primeiro-ministro - Romênia
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close