Afeganistão/Política - 
Artigo publicado em 12 de Julho de 2012 - Atualizado em 12 de Julho de 2012

Karzai desafia líder supremo talibã a disputar presidência

O presidente afegão, Hamid Karzai, durante coletiva de imprensa em Kabul nesta quinta-feira.
O presidente afegão, Hamid Karzai, durante coletiva de imprensa em Kabul nesta quinta-feira.
REUTERS/Mohammad Ismail

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, pediu nesta quinta-feira que o líder supremo dos talibãs, o mulá Omar, apresente-se como candidato à presidência do país nas eleições previstas em 2014. Em um discurso à nação, Karzai disse ao mulá que o Afeganistão está aberto para recebê-lo desde que ele "abandone as armas e estabeleça um partido político com seus seguidores".

"Se conseguir o voto do povo, governe", afirmou o presidente afegão dirigindo-se ao mulá Omar. O paradeiro do líder do movimento fundamentalista islâmico é desconhecido, mas especula-se que ele possa estar no Paquistão. Ele desapareceu desde que a coalizão da OTAN derrubou o regime talibã, em 2001, e passou a ser um dos homens mais procurados do planeta. 

Karzai já fez vários apelos aos insurgentes para que se unissem ao governo e iniciassem conversas de paz. Mas os talibãs contestam a legitimidade do presidente afegão, eleito duas vezes na última década, e boicotam qualquer tentativa de normalização política no país. Karzai advertiu que se a via democrática não for respeitada, as forças afegãs estão dispostas a seguir defendendo o país. 

A eleição presidencial está prevista para 2014, mas autoridades assinalaram que é possível antecipá-la para a votação não ocorrer no final do processo de transição da segurança do país entre a OTAN e as forças afegãs.

tags: Afeganistão - OTAN - Política - Rebeldes - Talibãs
Mais notícias sobre o mesmo assunto
Comentários
Comente este artigo
O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
To prevent automated spam submissions leave this field empty.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para diferenciação entre computadores e humanos contra os ataques de spams. Automated spam submissions.
Close